Currículo e cartas de apresentação

Saiba como criar um currículo profissional

O currículo profissional é um dos seus principais aliados em um processo seletivo. Com ele, você pode apresentar suas competências e habilidades de acordo com a vaga desejada. Na maioria dos casos, um bom currículo é determinante para o candidato conseguir uma entrevista de emprego.

Em seleções disputadas, com muitos candidatos de nível semelhante, todo detalhe pode fazer a diferença. O recrutador tem que filtrar muitos candidatos, e uma frase certa ou errada acaba, muitas vezes, decidindo quem segue e quem sai da disputa. Com o advento de novas tecnologias, alguns itens do currículo tornaram-se mais ou menos valorizados pelo mercado de trabalho.

Neste artigo, daremos cinco dicas para te ajudar a elaborar um bom currículo e aumentar suas chances na busca pela vaga que tanto deseja.

1. Comece pelo essencial

Em um currículo, devem ser incluídas as suas principais habilidades, experiências e realizações profissionais, além de informações pessoais e de contato. Há muitas maneiras de organizar esses dados. No formato mais utilizado, as seções seguem esta ordem:

Informações pessoais e contatos

Inicie seu currículo com as seguintes informações essenciais:

  • Nome completo
  • Local de residência
  • Telefone
  • Endereço de e-mail

Você também pode incluir outras informações, mas antes deve avaliar se elas são relevantes para a vaga à qual está se candidatando. Em alguns processos seletivos, o recrutador pode exigir outra informação específica. A descrição da vaga também pode dar algumas pistas do que é mais adequado para o seu currículo.

Exemplos de informações pessoais complementares:

  • Endereço completo
  • Data de nascimento
  • Endereço do seu site
  • Perfil em uma rede social específica

Experiência profissional

O mais indicado, nesse caso, é organizar suas experiências anteriores em ordem cronológica decrescente. Comece pelo seu último emprego (ou pelo atual, se for o caso). Você não precisa incluir todas as suas experiências. Priorize apenas aquelas que tenham relação com o processo seletivo que você está participando. Organize em tópicos, incluindo breves descrições do que você fazia em cada função. Valorize metas atingidas, premiações recebidas e projetos concretizados, entre outras conquistas profissionais.

Grau acadêmico e/ou outras formações relevantes

Se você tiver concluído muitas graduações ou possuir formações em áreas muito diversas, escolha as que forem mais relevantes para a vaga desejada. A importância da sua formação vai depender do cargo. Revise os critérios da vaga e selecione aquilo que atende às expectativas dos recrutadores.

Se estiver concorrendo a uma vaga que exige formação em ensino superior, não há a necessidade de incluir a instituição de ensino onde você concluiu os ensinos fundamental e médio, por exemplo.

Habilidades relevantes

É importante destacar suas habilidades no currículo. Habilidades técnicas, como o nível de conhecimento em idiomas, em linguagens de programação ou em rotinas de trabalho específicas (operação de caixa, folha de pagamento, etc.), são sempre relevantes.

Habilidades sociais também são importantes, como relacionamento interpessoal, trabalho em grupo e liderança. Nesse caso, é bom dar exemplos que justifiquem a sua inclusão no currículo. Por exemplo, você pode citar as funções de liderança que desempenhou ou algum projeto relevante que desenvolveu em equipe.

Em um currículo no formato tradicional essas informações ficam todas reunidas em uma seção específica, após as experiências e a formação do candidato. Isso não te impede, no entanto, de destacá-las nessas seções. Pode, por exemplo, citar uma realização sua em um emprego anterior que demonstre liderança ou persistência, entre outras habilidades sociais.

Candidate-se facilmente com um Currículo Indeed

2. Inspire-se em outros currículos

Antes de escrever o seu, é sempre bom observar exemplos de bons currículos para entender como outros profissionais formatam o documento e a forma como descrevem suas habilidades e experiências.

Explore currículos que sejam da mesma área que o seu. De preferência, busque exemplos que forem para o mesmo cargo ou com experiências semelhantes. Assim, você verá outras maneiras de descrever o que faz, notará termos técnicos da sua área e evitará utilizar descrições vagas.

Pesquisando outros currículos, você também poderá entender como é a sua função ou o seu cargo em outras empresas, inclusive aquela na qual pretende trabalhar. Assim, poderá destacar melhor as suas habilidades e saber relacioná-las ao padrão da vaga desejada.

3. Diminua o número de palavras

Currículos extensos não são bem-vistos em seleções de emprego. Portanto, evite ser prolixo. Os recrutadores analisam a maioria dos currículos de forma rápida. Seja breve e esclareça suas experiências profissionais. Não exagere na quantidade de informações.

Exemplo de descrição prolixa

Ampla experiência em gerenciamento de lojas. Nos últimos seis meses como gerente da loja ABC, atingi 20% de crescimento no faturamento em relação ao mês anterior. Desempenho relacionado a ações de marketing direcionado, gestão do tempo eficiente e treinamentos de equipe.

Exemplo de descrição concisa

Como gerente de loja pela loja ABC, alcancei 20% de crescimento no último semestre, após ações de marketing e desenvolvimento de equipe.

Um currículo típico tem no máximo duas páginas. Após escrever o seu, releia-o e certifique-se que todas as informações são necessárias. Exclua o que for irrelevante e foque no que é solicitado no anúncio.

Considere o tipo de trabalho que está procurando e inclua apenas sua experiência relacionada a ele. Uma longa lista de experiências irrelevantes para a vaga à qual você está se candidatando não vai impressionar o recrutador; muito pelo contrário. A não ser em casos muito específicos, procure manter seu currículo em até duas páginas, fazendo os cortes certos e inserindo apenas o essencial.

Considere este exemplo: você tem dois tipos de experiências profissionais, foi caixa em algumas lojas, mas também trabalhou como estagiário em uma repartição pública. A vaga para a qual você está concorrendo é para vendedor em uma loja de roupas.

Nesse caso, você não precisa incluir sua experiência de estágio no currículo. Foque em descrever bem as experiências como caixa nas lojas onde trabalhou. Mesmo que não seja exatamente a mesma função, você pode demonstrar que conhece as rotinas típicas de uma loja comercial, a linguagem utilizada e algumas técnicas de atendimento.

Incluir sua experiência como estagiário para essa vaga seria uma boa opção apenas se você não tivesse outra experiência. Nesse caso, poderia alegar que desenvolveu algumas habilidades pessoais, como responsabilidade e trabalho em grupo. O importante sempre é encontrar o equilíbrio certo na hora de descrever seu perfil profissional. Afinal, é disso que trata o currículo.

4. Quantifique suas conquistas sempre que possível

Descrever realizações profissionais dá mais crédito ao seu currículo. É importante para o recrutador ser capaz de prever o quanto um profissional poderá beneficiar a empresa com suas qualidades e suas características caso seja contratado.

Mantenha atualizado um registro de suas realizações, incluindo dados e números reais que quantifiquem seu desempenho. Com isso você terá informações concretas para colocar em seu currículo quando precisar.

Exemplo de realização não quantificada

A estratégia comercial levou a um grande crescimento em relação ao ano anterior.

Exemplo de realização quantificada

Crescimento de 50% no faturamento total em relação ao mesmo semestre do ano anterior, devido a uma estratégia comercial desenvolvida em conjunto com o time de marketing da empresa.

5. Use as palavras certas

As empresas costumam ter sua própria linguagem, relacionada à sua cultura interna. Se o recrutador perceber que você está na mesma sintonia, pode valorizar a sua candidatura. Além disso, se o seu currículo for disponibilizado na internet, poderá ser encontrado por recrutadores por meio das palavras-chave que você utilizou. O mesmo acontece em relação ao currículo enviado por e-mail. Ele fica na caixa de entrada do recrutador ou é armazenado em alguma pasta, e pode aparecer em um resultado de pesquisa a qualquer momento. Por isso, usar as palavras certas é fundamental.

O anúncio da vaga é onde você encontra a maioria das palavras-chave para usar em seu currículo. Portanto, leia bem a sua descrição e tente usar a mesma linguagem. É claro que você não deve incluir algo em seu currículo apenas porque está na descrição da vaga. Certamente haverá alguma competência ou habilidade que você não tem, ou você tem algo que não é mencionado no anúncio. O importante é usar expressões próximas sempre que der "match". Veja:

Anúncio de vaga - Analista de Recursos Humanos

Requisitos

  • Graduação em Gestão de Recursos Humanos ou em Psicologia
  • Experiência de 1 a 2 anos na área
  • Autonomia, resolução de conflitos, gestão de prioridades e trabalho em equipe
  • Resiliência e boa capacidade de comunicação e relacionamento interpessoal
  • Inglês fluente

Funções

  • Colaborar nas atividades do departamento de Recursos Humanos, como remuneração, gestão de ponto, faltas, benefícios e gestão contratual
  • Feedbacks, recrutamento e gestão de desempenho
  • Apoiar e dar seguimento aos processos administrativos e legais
  • Assegurar o conhecimento e a divulgação de normas e procedimentos

Seu currículo

Experiências profissionais

Analista de Recursos Humanos - Empresa ABC

01/2012 a 01/2019

  • Recrutamento, formação, gestão de desempenho e motivação de equipe
  • Colaboração nas atividades de remuneração, benefícios e gestão contratual
  • Acompanhamento de auditorias e demais rotinas administrativas do setor
  • Elaboração e acompanhamento de feedbacks

Educação e formação

Especialista em Gestão em Recursos Humanos - Faculdade Integrada

09/2011 a 09/2013

Bacharel em Psicologia - Universidade dos Campos

08/2007 a 08/2011

Aptidões e competências pessoais

  • Trabalho em equipe
  • Gestão de prioridades
  • Resolução de conflitos
  • Capacidade de comunicação oral e escrita
  • Inglês fluente

Observe que este exemplo serve apenas para demonstrar como você deve relacionar o anúncio com o seu currículo. Não esqueça de incluir outras informações em seu currículo, como dados pessoais e de contato.