Currículo e cartas de apresentação

Como incluir hobbies e interesses pessoais no currículo

A maioria dos candidatos tem muitas dúvidas sobre o que realmente deve incluir no currículo. Formação, experiências anteriores e habilidades pessoais são indispensáveis, assim como a descrição de conhecimentos em idiomas e os dados pessoais pertinentes. A inclusão de outros itens, no entanto, depende muito da vaga e do candidato. Uma possibilidade é incluir interesses e hobbies pessoais. Mas como fazer isso da maneira correta?

Interesses e hobbies podem valorizar seu currículo, principalmente se você tiver pouca ou nenhuma experiência. É sempre bom destacar aspectos que vão além de sua experiência de trabalho e nível acadêmico. Há empresas que procuram candidatos com interesses relacionados à vaga ofertada, então é importante conferir se esse não é o seu caso.

Neste artigo, explicaremos quais tipos de interesses pessoais costumam ser incluídos no currículo, como você pode adicionar os seus e o que pode ganhar com isso. É importante também estar atento aos interesses não recomendados para o currículo. Por isso, mencionaremos exemplos dos dois casos.

Hobbies x Interesses

Hobbies e interesses não são a mesma coisa, apesar de estarem relacionados. Hobbies são atividades de todo tipo nas quais você se envolve regularmente, por sua própria vontade. Interesses, por outro lado, são as ideias ou assuntos que lhe interessam. Por exemplo, você pode ter um hábito de leitura e praticá-lo regularmente. Isto seria um hobby. Por outro lado, você pode ter interesse por um determinado autor ou tema do qual não tenha lido nada recentemente (ou mesmo nunca tenha lido). Se gosta de ler regularmente sobre um assunto específico, isso pode ser considerado tanto um interesse quanto um hobby.

Entender essa diferença é essencial na hora de incluir tanto um quanto o outro em seu currículo. Se o recrutador ficar interessado em saber mais sobre um hobby ou um interesse que você incluiu em seu currículo, provavelmente fará alguma pergunta a respeito durante a entrevista. Tanto os hobbies quanto os interesses pessoais podem acabar influenciando seus interesses no trabalho.

Candidate-se facilmente com um Currículo Indeed

Quando incluir hobbies e interesses no currículo

Na maioria dos casos, a inclusão desses elementos em seu currículo não é necessária e pode ser deixada de lado. No entanto, há algumas situações em que pode ser interessante dedicar uma seção para seus hobbies e interesses no seu currículo. Veja algumas delas:

  • Se tiver pouca experiência profissional ou nível de escolaridade abaixo do ideal
  • Se você não tiver experiências relacionadas ao trabalho para o qual está se candidatando
  • Quando a seleção é para uma função ou para uma empresa conhecida por valorizar a personalidade e a singularidade dos candidatos
  • Quando o recrutador pede ou motiva, na descrição da vaga, que os candidatos incluam hobbies e interesses adicionais no currículo
  • Quando, na descrição da vaga, é apontada a preferência por candidatos que tenham determinados hobbies ou interesses pessoais

Antes de enviar seu currículo, pesquise bastante sobre a empresa para a qual está submetendo sua candidatura. Verifique se o empregador valoriza esses aspectos nos candidatos e se você pode ser beneficiado por mencioná-los em seu currículo.

Exemplos de hobbies e interesses pessoais

Seja estratégico ao incluir seus hobbies e interesses no currículo. Descreva somente aqueles que te retratam de uma forma positiva. Revise bem a descrição da vaga, assim você será mais criterioso e identificará com mais facilidade quais interesses e hobbies são mais relevantes para colocar no currículo. E antes de listar qualquer interesse ou hobby, considere se essa informação é relevante para o empregador.

Muitos hobbies ou interesses podem estar relacionados diretamente à área na qual você pretende trabalhar. Por exemplo, se você é jornalista, ter hábito de leitura ou interesse em algum escritor específico pode ser um bom sinal para o recrutador. Se for se candidatar a uma vaga em banco e gosta de investir na bolsa de valores, esse pode ser um interesse em seu favor no processo seletivo.

Mesmo quando não houver relação direta com a vaga pretendida, hobbies e interesses pessoais podem sinalizar habilidades importantes, como trabalho em grupo, dedicação e organização. Mencionar que você tem interesse em redes sociais pode ser interessante para uma empresa que pretende contratar profissionais com um perfil mais digital. Se gosta de praticar esportes coletivos, isso pode indicar uma habilidade de relacionamento interpessoal, excelente para funções que exijam atuação em equipe.

Exemplos de hobbies para colocar no currículo:

  • Ler
  • Escrever
  • Produzir conteúdo para o Youtube
  • Uso de redes sociais
  • Cozinhar
  • Voluntariado
  • Esportes coletivos ou individuais (correr, fazer parte de um time de futebol, praticar artes marciais)
  • Tocar instrumentos musicais
  • Atividades artísticas: teatro, dança, artes plásticas
  • Meditação
  • Viagens
  • Decoração
  • Marcenaria, jardinagem e outros trabalhos manuais

Exemplos de interesses para colocar no currículo:

  • Línguas estrangeiras
  • Artes plásticas
  • Cinema/teatro
  • Poesia
  • Viagem (“mochilão”, intercâmbio, trilha)
  • Natureza
  • Música
  • Fotografia
  • Pesquisa (mencionar a área de interesse)
  • Causas sociais
  • Coleções (mencionar o objeto)

O que evitar colocar no currículo

Por outro lado, há hobbies e interesses que podem passar uma má impressão ao recrutador, por diversos motivos. Outros podem apenas não ser relevantes e, com isso, fazer seu currículo perder a atratividade em um processo seletivo.

Pensando nisso, é bom evitar incluir no currículo hobbies e interesses que:

  • Tenham pouca ou nenhuma relação com a vaga
  • Possam ser interpretados como violentos
  • Possam indicar comportamento antissocial
  • Indiquem preferências pessoais relativas à sua afiliação política ou religião
  • Sejam pouco relevantes (como banho de piscina, ver televisão etc.)

Como incluir hobbies e interesses no currículo

O currículo profissional é uma ferramenta de comunicação com o recrutador. Portanto, antes de adicionar interesses e hobbies, pense bem em quais deles dão uma boa ideia sobre como você gasta seu tempo. É importante também incluir as suas habilidades pessoais no currículo. A combinação entre esses elementos pode dar ao recrutador uma ideia mais clara sobre o seu perfil.

Seus hobbies e interesses devem ser incluídos de forma inteligente, para que não pareçam itens fúteis. Lembre-se de que sua formação, experiência profissional e habilidades serão, na maioria das vezes, os elementos mais importantes de um currículo e, por isso, devem ser priorizados. Mas seus hobbies e interesses são complementos que podem se tornar mais relevantes dependendo da vaga à qual você estiver concorrendo. Portanto, dê atenção especial a eles caso pretenda incluí-los.

O mais indicado é que esses elementos estejam em uma seção separada, no final do currículo. Liste todos os hobbies e interesses que você considera relevantes e faça uma pequena frase descritiva para cada um deles. O ideal é que o currículo não passe de uma ou duas páginas, a não ser em casos específicos, em que haja critérios mais detalhados para a submissão das candidaturas.

Por isso, não desperdice espaço com exemplos irrelevantes ou com descrições longas e desnecessárias. Inclua apenas hobbies e interesses que realmente complementem e deem brilho ao seu currículo. Descreva-os em poucas palavras, de forma inteligente.

Como descrever hobbies e interesses

Para que você passe a mensagem certa ao recrutador, é importante incluir descrições com detalhes sobre seus hobbies e interesses. Isso possibilita que o recrutador faça relações mais claras com as habilidades consideradas úteis no emprego desejado.

Confira alguns exemplos de como seus hobbies e interesses podem ser descritos e qual a relação que o recrutador pode fazer entre eles e o seu perfil profissional:

Tocar instrumentos musicais: sou músico desde os 10 anos, toco três instrumentos e faço apresentações com regularidade (boa capacidade de concentração, dedicação e disciplina).

  • Ler: gosto de livros de suspense e romances históricos (criatividade, bom nível de leitura e escrita, concentração).
  • Correr: pratico corrida cinco vezes por semana e participo de maratonas (disciplina, dedicação, boa condição física e mental).
  • Jogar futebol: participo de um time amador e treino duas vezes por semana (trabalho em grupo, competitividade, boa condição física e mental).
  • Cozinhar: gosto de fazer jantares em casa e de aprender novas receitas (criatividade, organização, concentração).
  • Meditar: faço aulas de meditação e pratico diariamente (concentração, disciplina, boa condição física e mental).
  • Decoração: gosto de ler a respeito e de aplicar ideias em minha casa (criatividade, organização).
  • Jardinagem: gosto de pesquisar a respeito e tenho um jardim em casa (criatividade, disciplina, boa condição física e mental).
  • Línguas: atualmente, estudo francês e alemão por conta própria, além de ser fluente em outras três línguas (disciplina, dedicação, bom nível de leitura e escrita).
  • Voluntariado: dedico 8 horas semanais ao trabalho voluntário em uma entidade assistencial do meu bairro (trabalho em grupo, ética de trabalho, consciência social).