Currículo e cartas de apresentação

Modelo de carta de apresentação: dicas e exemplos

Em um processo seletivo, muitas vezes os recrutadores pedem uma carta de apresentação dos candidatos. Nela, é esperado que você explique por que está se candidatando à vaga e o que te torna você qualificado ao cargo. Dessa forma, a carta de apresentação ajuda o recrutador a comparar candidatos em processos seletivos muito competitivos, servindo como um complemento importante ao currículo.

Apesar de ser pedida com frequência, muitos candidatos não sabem escrever da forma adequada uma carta de apresentação. Isso faz com que percam uma oportunidade importante de se destacar em um processo seletivo e serem contratados.

Neste artigo, mostramos alguns modelos de carta de apresentação que você pode usar para preparar a sua. Fique atento à forma como a informação é organizada e à linguagem utilizada.

A importância da carta de apresentação

A carta de apresentação é a oportunidade de dar maior destaque a aspectos complementares à sua formação e experiência profissional. Ela permite que você discorra mais sobre suas habilidades interpessoais, cursos de especialização e participações em projetos relevantes em outras empresas, por exemplo. O formato de carta estimula o candidato a escrever de forma mais fluída, como se estivesse contando a sua história.

A sua carta ser escrita conforme o contexto, considerando aspectos como a área profissional, o cargo em disputa, o currículo do candidato e as instruções do processo seletivo. Apesar disso, há elementos comuns a todas as cartas de apresentação. A partir de um modelo mais geral, é possível adaptar a carta às necessidades, vantagens e limitações de cada candidato.

É por meio da carta de apresentação que o recrutador poderá avaliar a sua capacidade de articulação, as suas pretensões profissionais e detalhes sobre as suas experiências anteriores. Além disso, é por meio dela que o candidato relaciona de forma mais objetiva as informações relevantes de seu currículo à vaga à qual está concorrendo. Elementos que ficariam menos evidentes em um currículo costumam se destacar na carta de apresentação.

Candidate-se facilmente com um Currículo Indeed

Como elaborar sua carta de apresentação

Uma carta de apresentação pode ser enviada pelos meios físicos ou digitais. Caso a vaga para a qual você estiver se candidatando requerer o envio físico, é importante que você a inicie com seus dados. Em cartas de apresentação enviadas fisicamente, essa informação deve ser colocada logo no início.

Já em cartas de apresentação enviadas digitalmente, seja por meio de algum portal ou por e-mail, os seus dados não precisarão ser inseridos no início do texto. É que, nesse caso, você já terá preenchido algum formulário ou o recrutador já terá acesso ao seu endereço de e-mail.

Logo após, é importante utilizar uma saudação. Termos como “Caro” e “Prezado”, seguidos pelo nome do recrutador, costumam ser bastante utilizados. Caso você não saiba o nome do responsável pelo processo seletivo, dirija-se ao departamento ou use alguma referência mais genérica.

No primeiro parágrafo de sua carta, mencione a função para a qual você está se candidatando. A seguir, dê uma visão geral dos seus pontos fortes e das suas maiores realizações profissionais. Para finalizar esse parágrafo, demonstre entusiasmo e gratidão por estar participando do processo seletivo.

Já no segundo parágrafo, faça uma apresentação da sua experiência profissional mais recente. Em seguida, em uma ou duas frases, indique suas principais realizações nessa função e dê detalhes sobre algum projeto de destaque do qual você participou. Ao final, demonstre o impacto positivo que você produziu na empresa e ao menos duas habilidades que você desenvolveu nesse período. Ao comentar sobre realizações profissionais e habilidades destacadas, tente sempre usar números e indicadores que deem suporte ao que você está escrevendo.

No terceiro parágrafo, informe o que te torna qualificado para a função desejada. Procure dar sustentação ao seu argumento com exemplos específicos de experiências profissionais anteriores ou de sua formação. Você também pode usar como referência atividades como trabalho voluntário ou estágios realizados.

Ao concluir, expresse gratidão e entusiasmo pela oportunidade. Isso é importante, pois demonstra que você está motivado e valoriza a vaga que você almeja. Não se esqueça de justificar a sua candidatura novamente e de dizer que você aguardará por uma resposta da empresa ou do recrutador.

Por último, utilize uma despedida formal como “Atenciosamente” e coloque seu nome completo, seguido de um número de telefone para contato e seu e-mail. Ultimamente muitas empresas entram em contato por aplicativos de mensagens instantâneas, então se você utilizar algum, é interessante informá-lo.

Exemplo de carta de apresentação

Este exemplo de carta de apresentação segue o modelo acima. Lembre-se de que sua carta deverá ser adaptada conforme a vaga à qual você está se candidatando e de acordo com as suas qualificações.

No seu texto, priorize os elementos que forem mais favoráveis à sua candidatura. Por exemplo, se você tiver pouca experiência profissional, mas for dono de um currículo acadêmico invejável, dê destaque à sua formação, incluindo exemplos relacionados a ela.

Carta de apresentação para a posição de profissional de vendas

Prezado gerente,

Estou empolgado com a possibilidade de trabalhar como consultor de vendas na empresa ABC. Sou um profissional resiliente e orientado para resultados, com perfil adequado às necessidades de uma empresa em crescimento acelerado e metas de vendas ambiciosos para os próximos anos. Eu adoraria ter a oportunidade de colocar minhas qualidades a serviço da ABC e ajudar a impulsionar os seus resultados.

Em meu período como consultor de vendas na empresa XYZ, fiz parte de uma equipe de profissionais dedicados à linha mais moderna de produtos, o que exigiu de mim capacidade de aprendizado e uma linguagem extremamente técnica. Devido ao meu trabalho destacado na prospecção de novos clientes, fui alçado à posição de coordenador da equipe, passando a liderar um time de 10 consultores internos e estabelecendo parcerias com canais de vendas externos. No período em que coordenei a equipe, nossa receita aumentou em 45%.

Como profissional de vendas e na posição de líder de uma equipe de consultores experientes, desenvolvi habilidades importantes em minha profissão, em que se destacam a comunicação interpessoal e a organização pessoal. Sou um profissional especializado em novas tecnologias, o que demanda uma capacidade de aprendizado constante, exercício frequente de escuta ativa e atenção aos detalhes. Desta forma, sou capaz de compreender perfeitamente as necessidades específicas de cada cliente e posso oferecer soluções de forma segura e convincente. Graças a essas habilidades, fui o consultor de vendas com melhor desempenho geral na empresa DEF, entre os anos de 2010 e 2016

Agradeço desde já pelo seu tempo e atenção. Estou ansioso para saber mais detalhes sobre a posição de consultor de vendas ABC e coloco-me à disposição para enviar mais informações a meu respeito. Acredito que trabalhar na ABC seria um grande passo em minha carreira e tenho certeza de que posso gerar excelentes resultados para a empresa.

Atenciosamente,

Mateus Ramos

Dicas para a carta de apresentação

As dicas a seguir são um complemento importante para redigir uma carta de apresentação. Leia nossas orientações antes de começar a escrever. Depois de escrita, faça uma nova revisão, avaliando ponto a ponto se você atendeu a esses critérios.

Leia com atenção a descrição da vaga

Antes de redigir sua carta, leia atentamente a descrição da vaga à qual você está se candidatando. Assim entenderá o que exatamente a empresa procura em um profissional para essa posição. Use essas informações a seu favor. Adote uma linguagem similar em sua carta, principalmente ao se referir a termos específicos da sua área. Enfatize suas habilidades, qualidades e experiências que melhor atendam às expectativas do recrutador.

Além disso, muitas vezes o recrutador pode solicitar que os candidatos forneçam informações específicas ou respondam a uma determinada pergunta ao submeter suas candidaturas. Portanto, preste atenção a possíveis instruções desse tipo na descrição da vaga.

Inclua apenas informações relevantes

Quando pede uma carta de apresentação aos candidatos, o recrutador espera contar com um elemento a mais para auxiliar em suas decisões. Ela costuma ser pedida em processos muito competitivos, como forma de comparar candidatos com currículos similares. Portanto, não perca tempo com informações menos relevantes. Seja claro e objetivo.

Tome cuidado para não enviar uma carta de apresentação que pareça uma versão do seu currículo em outro formato. Se você tiver pouca ou nenhuma experiência profissional, aproveite a carta para valorizar seu currículo acadêmico, por exemplo. Você também pode dar maior destaque aos cursos que fez e que estão relacionados com a empresa. Caso tenha experiência em outras empresas, aproveite para dar exemplos de projetos relevantes em que você trabalhou, listar conquistas e detalhar melhor seu perfil profissional.

Demonstre que você conhece bem a empresa

Antes de escrever a carta, dedique um bom tempo a pesquisar informações relevantes e atuais sobre a empresa, incluindo seus valores, missão e cultura interna. Pesquise também a posição da empresa no mercado, seus produtos e prioridades.

Se você acredita que seu perfil combina com o da empresa, encontre formas de deixar isso claro em sua carta. As empresas costumam ter sua própria cultura e formas de trabalho específicas. Ao demonstrar que conhece bem a empresa e o cargo ao qual está se candidatando, você deixará o recrutador mais confiante em sua adaptação no trabalho novo.

Cuidado com a língua portuguesa

O uso correto do português é essencial para causar uma boa impressão ao recrutador. Erros de ortografia, concordância ou pontuação, por exemplo, podem comprometer sua candidatura. Se estiver com alguma dúvida em relação à língua, consulte uma fonte confiável ao escrever sua carta. Às vezes, não percebemos erros graves mesmo depois de diversas leituras. Por isso, revise seu texto mais de uma vez e peça para um amigo ou um familiar ler.