Como se tornar personal trainer

Atualizado em: 26 de março de 2023

Praticar atividades físicas traz muitos benefícios à saúde e bem-estar das pessoas. E não é preciso ser atleta para manter uma rotina de exercícios e obter ótimos resultados com a ajuda de treinadores particulares. A procura por esse tipo de serviço é cada vez maior hoje em dia, principalmente por quem tem dificuldade em manter o condicionamento por conta própria ou de abrir espaço na agenda para se exercitar em grupo. Neste artigo, você vai entender melhor o que fazem esses profissionais da educação física, com dicas de como se tornar personal trainer e dar os primeiros passos nessa carreira.
Vagas relacionadas no Indeed
Personal Trainer vagas
Ver mais vagas no Indeed

O que significa ser personal trainer

É fácil conferir qual o significado de personal trainer em português: “instrutor ou treinador pessoal”. Mas seguimos usando esse nome em inglês por um motivo muito simples: o trabalho desse tipo de profissional vai além do que uma tradução rápida pode revelar. Os personal trainers oferecem um serviço totalmente focado no condicionamento físico de seus clientes, levando em consideração as necessidades, limitações e objetivos de cada uma dessas pessoas. Além disso, os atendimentos individuais são realizados de acordo com demandas dos contratantes quanto a horários e localização. Estas são as principais responsabilidades de uma ou um personal trainer:
  • Avaliar as condições físicas dos clientes, geralmente pedindo para a pessoa fazer um exame médico prévio e tirando medidas e fotos para futura referência.
  • Conversar sobre o direcionamento do trabalho, ouvindo atentamente quais as queixas e expectativas dos clientes, tirando dúvidas e discutindo sobre os métodos e exercícios indicados.
  • Fazer um planejamento geral, definindo quais serão as atividades iniciais e a projeção para médio e longo prazo de acordo com os resultados de cada etapa.
  • Montar um programa de treinos, considerando a frequência e a duração dos treinos, além dos recursos necessários (de halteres e bandas elásticas a equipamentos de musculação ou pilates).
  • Acompanhar os clientes no treinamento, observando a execução correta dos exercícios, a contagem das repetições, as pausas para se hidratar etc.
Com o impacto da pandemia de COVID-19, há uma maior demanda por adaptações na prestação desses serviços — tais como se exercitar com personal trainer online ou negociar pacotes em que os profissionais acompanham as atividades de 2 ou 3 pessoas (no máximo) a cada sessão, depois de um atendimento inicial personalizado.

Como se tornar personal trainer: formação, registro e mercado de trabalho

Para se tornar personal trainer, a pessoa deve concluir o curso superior de educação física e se registrar no Conselho Federal de Educação Física (CONFEF) ou em um dos conselhos regionais desse sistema, os CREFs, de acordo com o estado onde vai trabalhar. A faculdade dura 4 anos e tanto o bacharelado quanto a licenciatura em educação física permitem trabalhar como personal trainer. Contudo, só a formação na modalidade de licenciatura permite dar aulas de educação física em escolas de ensino fundamental ou médio.

Onde trabalhar como personal trainer

Ainda que seja comum contratar um personal trainer para atendimento em domicílio, como uma prestação de serviços em regime autônomo, também há oportunidades de trabalhar com contratação formal em:
  • academias de ginástica
  • clubes ou centros esportivos
  • parques ou espaços públicos
  • hospitais e clínicas de medicina esportiva
  • hotéis, spas e resorts
  • cruzeiros marítimos
  • sedes de empresas
  • condomínios
Aliás, é uma boa ideia pesquisar vagas para personal trainers nesses lugares para conseguir um primeiro emprego e ganhar experiência nesse mercado de trabalho.Relacionado: Como fazer um currículo para conseguir seu primeiro emprego

Habilidades importantes para ser personal trainer

Mais do que ter uma boa formação e obter o registro, é importante desenvolver certas habilidades para se dar bem na profissão de personal trainer:

Empatia

Quando se lida com clientes que buscam por um atendimento personalizado, é ainda mais necessário ter uma atitude compreensiva. Isso envolve manter uma escuta atenta e se comunicar de forma empática com essas pessoas para evitar frustrações.

Flexibilidade

No dia a dia dos personal trainers, é comum ter que fazer encaixes ou mudanças de última hora na agenda, alterar treinos para atender a novas demandas e se adaptar a variações no estado físico ou psicológico dos clientes.

Liderança

Desenvolver um perfil de liderança faz diferença tanto para conquistar novos clientes quanto para manter essas pessoas motivadas — ainda mais quando as expectativas são maiores do que a disponibilidade em fazer as atividades propostas.

Controle financeiro

Essa é uma habilidade especialmente útil para quem trabalha como personal trainer autônomo ou têm contratos com mais de um empregador. Afinal, esses profissionais recebem pagamentos de diferentes fontes (com ou sem data fixa no mês) e precisam fazer a própria contabilidade e planejamento financeiro.

Domínio de softwares/apps

Personal trainers precisam saber programar equipamentos modernos e usar ferramentas tecnológicas para preparar planilhas de treino, monitorar os progressos dos clientes ou mesmo preparar cartões e folhetos usando plataformas online.

Atualização profissional

Sempre há novidades surgindo na área de fitness, esportes e saúde. É importante estar a par das notícias para transmitir informações confiáveis a seus clientes, mesmo que você mantenha o foco em um nicho de mercado como o de personal trainer para idosos. Você também pode querer fazer uma pós-graduação, cursos de extensão ou workshops de técnicas como:
  • treinamento funcional
  • reabilitação muscular pós-cirurgia bariátrica
  • crossfit
  • hipertrofia muscular
  • yoga
  • pilates
  • ginástica acrobática
  • capoeira
  • ginástica aeróbica com dança
  • artes marciais
  • natação e hidroginástica
  • preparação de corridas de maratona
Você pode combinar algumas novas informações aos conhecimentos adquiridos nos cursos para aprimorar os serviços que você oferece. Fazer inovações de acordo com as características de seus clientes vai agregar valor ao seu trabalho, aumentando os benefícios e a motivação para seguir com o seu programa de treinamento.

Comunicação

Além de ter a capacidade de se comunicar bem durante o trabalho, é interessante manter uma presença nas redes sociais para alavancar a sua carreira de personal trainer. Para isso, você deve postar fotos com legendas impactantes e compartilhar um conteúdo de qualidade.

Organização

Faz parte da rotina manter a higiene dos equipamentos, acessórios e roupas que você usa para trabalhar. Além disso, como ser personal trainer costuma envolver o controle das finanças referentes ao trabalho e os deslocamentos entre sessões, é essencial organizar a sua agenda.Relacionado: Dez dicas para se organizar bem no trabalho
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Artigos relacionados

5 opções de especialização em educação física

Leia mais artigos