Desenvolvimento de carreira

Quais desculpas para não ir trabalhar posso usar?

Faltar no trabalho é uma questão comum a todos profissionais, independente do serviço, cargo e função. Na maioria dos casos, essas faltas são necessárias e inevitáveis, mas como proceder?

Explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto, comentaremos os motivos pelos quais você não precisa nem se justificar, os que requerem justificativas e daremos orientações para evitar desculpas desnecessárias.

No Brasil, por via de regra, a relação empresa/empregado é regida por um conjunto de leis, a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), e nela há uma série de motivos pelos quais você poderá faltar no trabalho sem precisar criar qualquer desculpa e sem nenhum desconto de salário, desde que você apresente a devida justificativa especifica para cada caso.

Mesmo assim, ainda há diversos casos em que a legislação não obriga seu chefe a aceitar sua falta no trabalho. Alguns deles são muito compreensíveis, nos quais boas justificativas, comunicação e bom senso podem fazer toda a diferença.

Faltas justificadas por lei

No Brasil, o artigo 473 da CLT é dedicado para faltas que são justificáveis, sem qualquer prejuízo de salário. Abaixo explicaremos cada um dos itens para que você possa ficar despreocupado caso o motivo para não ir trabalhar esteja relacionado abaixo.

Falecimento

O primeiro motivo é a perda de esposa/marido, pais, filhos, irmãos e pessoas que dependam economicamente de você. Neste último caso, é necessário que esta pessoa esteja apontada em sua carteira de trabalho e previdência social.

Este fatídico motivo garante ao trabalhador o direito de faltar por até 2 dias consecutivos, sendo necessária apenas a apresentação de atestado que comprove o óbito.

Casamento

Também há motivos felizes para que você possa faltar no trabalho sem sofrer qualquer represália ou desconto. Ao casar-se, você poderá faltar por até 3 dias consecutivos.

Apenas atente-se ao fato de que são dias corridos, não úteis, então caso seu casamento seja no sábado, o domingo também deverá ser levado em consideração.

Doação de Sangue

Um motivo muito nobre para não ir trabalhar e contribuir para a sociedade é a doação de sangue. A CLT permite a você faltar uma vez por ano para doar sangue com a devida comprovação.

Dever Eleitoral e Serviço Eleitoral

De acordo com a CLT, caso você precise se alistar como eleitor, poderá faltar até dois dias consecutivos. Como o voto no Brasil é obrigatório e é proibido trabalhar no feriado, os eleitores que forem convocados para trabalhar como mesários recebem a compensação de duas folgas por dia trabalhado, que podem ser utilizadas de acordo com o que for negociado com seu chefe.

Serviço Militar

Como o alistamento militar é obrigatório para os homens no Brasil, eles não precisam trabalhar no dia de alistamento, dispensa ou de qualquer outra convocação do serviço militar.

Audiências Judiciais

Caso sua presença seja requerida pela justiça (seja para depor ou compor o júri), isso também não será reconhecido como desculpa para faltar. Como você receberá uma declaração fornecida pelo juiz ou qualquer responsável da área jurídica competente, poderá faltar no trabalho no mesmo dia em que a audiência for realizada.

Vestibular

Essa pode ser considerada uma desculpa para não ir trabalhar bastante nobre: prestar exame vestibular. A CLT te permite faltar durante o dia em que prestar o exame mediante apresentação de declaração da instituição educacional.

Consultas médicas – gestante

Você também poderá faltar por dois dias durante o período de gestação de sua esposa ou companheira para acompanhá-la em consultas médicas.

Consultas médicas – filho menor de 6 anos

Uma vez por ano você também poderá faltar uma vez no trabalho para acompanhar seu filho menor de 6 anos.

Consultas médicas – prevenção ao câncer

Para auxiliar no combate e prevenção de uma das doenças mais graves que conhecemos, foi adicionado em 2018 um parágrafo que lhe permite faltar até 3 dias por ano para realizar exames relacionados à prevenção do câncer.

Candidate-se facilmente com um Currículo Indeed

Bons motivos para não ir trabalhar

Apesar da lei garantir que você não precise oferecer qualquer desculpa para faltar no trabalho em diversas situações, ainda há muitas ocasiões que não são previstas mas que ainda assim não deixam de ser motivos importantes para não ir trabalhar.

Doença

Ficar doente é algo imprevisível e requer cuidados médicos e repouso. Trabalhar doente pode agravar seu problema de saúde e fazer com que você precise faltar no trabalho ainda mais do que deveria se estivesse tomando os devidos cuidados.

Os problemas de ir ao trabalho doente não terminam aí. Caso você tenha alguma doença infectocontagiosa, poderá contaminar seus colegas, o que poderá implicar em problemas maiores. Caso eles também fiquem doentes, haverá menos pessoas aptas ao trabalho e a produtividade da empresa será diretamente afetada.

Por isso, se você não estiver se sentindo bem, procure um médico e siga suas orientações. O profissional da área da saúde é quem deverá julgar se você está em condições de trabalhar ou não. Caso o médico recomende seu afastamento, informe seu chefe ou o setor responsável imediatamente.

Emergência

Assim como uma doença, uma emergência também não pode ser prevista. Portanto, nessas horas é completamente aceitável voltar suas prioridades para cuidar da situação.

As emergências podem envolver acidentes domésticos, trânsito e outros problemas mais sérios que afetem diretamente você ou sua família. Você também pode utilizar situações mais brandas que podem se agravar como uma desculpa para não ir trabalhar.

Lembre-se: bom senso é fundamental. Evite não se aproveitar de situações ruins ou simplesmente aumentar a gravidade delas apenas como uma forma de desculpa para não ir trabalhar.

O que não dizer para não ir trabalhar

Pode haver também outros motivos para você não querer ir trabalhar e em que não haja justificativas que possam ser tão bem aceitas como as anteriores.

Mentir

Inventar desculpas para não ir trabalhar é uma das piores coisas que um profissional pode fazer. Com o avanço da tecnologia e maior velocidade das informações, é cada vez mais fácil descobrir informações que podem lhe expor caso tenha criado uma mentira para não ir trabalhar e em vez disso fizer algo de finalidade diferente daquilo que havia utilizado como justificativa.

A mentira é uma das ações que podem fazer sua credibilidade despencar muito rapidamente, e não apenas na empresa em que você trabalha atualmente. Lembre-se que, nos processos seletivos para outras empresas, é comum as empresas buscarem referências, o que pode comprometer seriamente suas chances de êxito. Além disso, há o risco de não ser bem visto entre os outros profissionais, o que diminuirá as chances de eventuais indicações por parte de seus colegas.

Entrevistas de Emprego

Este é um dos motivos em que ser transparente com seu chefe ou com a empresa em que você trabalha pode ser ruim para você. Uma entrevista não é garantia de um novo emprego, e dizer que você está participando de um processo seletivo em outra empresa poderá prejudicar sua carreira.

A maioria das empresas não pretende contar com profissionais que não querem continuar fazendo parte de seu quadro de funcionários. Portanto, dizer ao seu chefe que você precisa faltar para ir a uma entrevista de emprego não será uma boa ideia na maioria dos casos.

O ideal é tentar marcar a entrevista para um horário anterior ou posterior ao seu expediente de trabalho, mas sabemos que em muitas vezes não é possível conseguir essa flexibilidade e sua única alternativa será dar uma desculpa para não ir trabalhar durante aquele período.

Isso não quer dizer que você precisa inventar uma mentira para isso. Uma das formas de conseguir faltar no trabalho para ir a uma entrevista é dizer ao seu chefe que você tem um compromisso importante para resolver um problema pessoal e em contrapartida, oferecer soluções para repor o tempo perdido ao retornar.

Falta de Interesse / Desmotivação / Cansaço / Stress

Os quatro motivos acima podem afetar qualquer profissional a ponto de não querer ir trabalhar. Porém, reportá-los como uma desculpa para faltar no trabalho, embora seja uma atitude honesta, não é nada recomendável.

A menos que seja uma questão de saúde física e mental, há alternativas melhores do que simplesmente utilizar justificativas para faltar. Uma delas é procurar seu chefe e expor que você não está se sentindo bem e buscar juntos soluções que possam atender tanto a você quanto à empresa.

Algumas soluções para este tipo de problema são buscar e propor alternativas junto à empresa, como: redução de jornada de trabalho, possibilidade de trabalho remoto, mudança de função ou setor.

Oferecer desculpas e justificativas para não ir trabalhar é algo comum a todos os profissionais, independentemente da razão ou do momento da carreira. Ter bom senso, honestidade e disponibilidade para repor o trabalho e oferecer soluções fazem toda a diferença quando você precisar faltar no trabalho.