Qual é a diferença entre cultura e clima organizacional

Por Equipe editorial do Indeed

Publicado em: 22 de abril de 2022

A Equipe Editorial do Indeed é formada por um grupo diverso e talentoso de escritores, pesquisadores e especialistas que usam os dados e as informações do Indeed para oferecer dicas úteis que ajudam a guiar sua carreira.

Ao aceitar um novo desafio profissional, a maioria das pessoas espera encontrar um ambiente de trabalho agradável, em que colegas se posicionem de maneira respeitosa e colaborativa, e a liderança exerça o papel de mediadora de conflitos, estabelecendo diretrizes claras e concedendo autonomia para o exercício da criatividade. Nesse sentido, é importante compreender a diferença entre cultura e clima organizacional e como essas características afetam diretamente a satisfação, a motivação e a produtividade dos colaboradores e colaboradoras. Embora os conceitos possam ser parecidos e, por vezes, confundidos, existem vários pontos distintos, os quais trataremos com detalhes neste artigo.

Qual é a diferença entre cultura e clima organizacional

Na sociedade, a cultura é definida como o acervo de crenças, valores, tradições, conhecimentos e costumes, transmitidos através das gerações e que permitem a convivência coletiva. Já o clima é um conceito derivado da meteorologia, relacionado às variações de temperatura, pressão do ar ou umidade, e que também influencia o comportamento humano. Nas organizações, essas ideias são utilizadas de maneira análoga, para determinar como são os padrões e condutas esperados e que fatores podem afetar - positiva ou negativamente - o equilíbrio interno.

O que é cultura organizacional

A cultura organizacional é o conjunto de práticas, políticas, procedimentos, valores e princípios que regem o funcionamento da empresa. Algumas orientações sobre o modo de agir são estabelecidas pela alta administração e pelo departamento de recursos humanos, enquanto outros atributos vão sendo incorporados ao longo do tempo, em razão da diversidade de perfis que compõem a equipe. Para melhor ilustrar, seguem dois exemplos bem distintos:

  • Empresa tradicional: normalmente adota uma jornada de trabalho estruturada, em que as pessoas utilizam o crachá para registrar sua entrada e saída; tem procedimentos e regras bem definidos e dispostos em cartilhas ou na intranet; preza pela hierarquia e pela formalidade no modo de se vestir.

  • Empresa startup: permite que colaboradores tenham horários flexíveis ou adotem o home office; avalia as pessoas por seu desempenho e produtividade ao invés de focar em horas trabalhadas; é regida pela criatividade, inovação, informalidade e abertura ao risco.

Ambos os modelos acima apresentam benefícios e desvantagens, e você deve buscar por uma empresa que tenha uma cultura organizacional condizente com os seus valores pessoais.

Relacionado: Como compreender e se adaptar à cultura organizacional

O que é clima organizacional

O clima organizacional tem a ver com o sentimento e a opinião das pessoas em relação ao ambiente de trabalho. É a percepção que colaboradores e colaboradoras têm de aspectos tangíveis ou não, tais como as condições de higiene e segurança, salários praticados, benefícios, serviços de valor agregado oferecidos, o modelo de gestão, a efetividade da comunicação e as formas de interação estabelecidas. Esses fatores são cruciais para manter a equipe motivada, produtiva e engajada no cumprimento das metas e dos resultados almejados.

Relacionado: Entenda a importância do ambiente corporativo no trabalho

Qual é a importância da cultura e do clima organizacional

Ter uma cultura organizacional bem delineada ajuda os responsáveis por processos seletivos a identificarem as pessoas que têm valores e propósitos similares e que se adaptarão com mais facilidade às regras e ao funcionamento geral da empresa. Já o clima é um indicador da satisfação ou do descontentamento e serve para que a liderança repense seu modelo de gestão e o departamento de recursos humanos possa desenvolver e implementar estratégias e processos que visem beneficiar toda a equipe. Em um passado não muito distante, acreditava-se que as pessoas eram mais felizes e motivadas se tivessem altos salários e cargos expressivos. Na atualidade, o que se vê é a busca do equilíbrio entre trabalho e lazer, o bem-estar físico e emocional durante o expediente e o orgulho em fazer parte de uma instituição colaborativa, ética e honesta.

Quais são a vantagens de ter cultura e clima organizacionais positivos

Empresas são constituídas essencialmente de pessoas que executam tarefas para atender, direta ou indiretamente, outras pessoas, chamadas de clientes. Profissionais da área de vendas são quem têm contato contínuo com clientes e compreendem a importância de prestar um bom atendimento. Para tanto, contam com a ajuda da equipe de marketing, que definirá serviços e produtos competitivos e atraentes, em conformidade com o orçamento estipulado pela diretoria financeira. Por outro lado, especialistas em tecnologia da informação podem desenvolver programas para o acompanhamento de visitas ou dos contratos fechados no mês.

Como você pode perceber, as diferentes áreas de uma organização são interdependentes e suas atribuições derivam do desdobramento das metas estratégicas, que estão alinhadas à missão e à visão da empresa. Para que esse ciclo funcione de maneira harmônica, todas as partes envolvidas precisam trabalham em sintonia, o que pressupõe que a cultura organizacional é voltada à colaboração, à produtividade, à comunicação e à conjunção de talentos para a resolução de problemas. Se os objetivos são alcançados e as pessoas são reconhecidas por seus esforços individuais, o clima organizacional tende a ser positivo e inspirador. Outros benefícios são:

Redução do turnover e do absenteísmo

Turnover significa rotatividade de pessoal. Segundo um estudo conduzido pela Robert Half, empresa global de consultoria em recursos humanos, o Brasil apresenta o maior índice mundial de profissionais que pedem desligamento. Os principais motivos estão relacionados à baixa remuneração, falta de reconhecimento, desmotivação, inexistência de equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal e insatisfação com a liderança direta. A partir do momento em que as pessoas encontram condições favoráveis para exercer suas atividades, são recompensadas por seu desempenho e têm incentivo de gerentes para atuar de forma autônoma e criativa, podem se sentir mais confiantes, felizes e tendem a permanecer na organização por muito mais tempo. O departamento de recursos humanos, por sua vez, economiza tempo e esforços financeiros na retenção de talentos.

Relacionado: Como conseguir equilíbrio entre lazer e trabalho

Aumento da produtividade

Uma vez que as pessoas podem contar com a ajuda de colegas, têm abertura para um diálogo franco com a liderança direta, encontram oportunidades de crescimento e progressão na carreira dentro de uma empresa e se sentem motivadas a contribuir da melhor forma para os resultados organizacionais. Pessoas felizes são, em média, 31% mais produtivas e três vezes mais criativas, segundo pesquisa feita pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. Assim, investir em uma cultura organizacional agregadora e promover ações contínuas de análise e melhoria do clima interno pressupõe a possibilidade real de obter mais sucesso nos negócios.

Relacionado: Como ser mais produtivo no trabalho

Incremento no diferencial competitivo

Diferencial competitivo é o conjunto de atributos que tornam determinada empresa única e superior a seus principais concorrentes. Consiste em uma série de benefícios disponibilizados a clientes, além de vantagens concedidas a colaboradores, que fazem com que ela seja vista como um excelente local para trabalhar e manter um relacionamento comercial favorável a todas as partes envolvidas. Investir em uma cultura que foque na qualidade de vida e no desenvolvimento individual contribui para que a organização seja desejada, atraindo profissionais competentes. Da mesma forma, um clima positivo estimula relações saudáveis, harmônicas e duradouras.

Relacionado: Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil em 2021

Aviso legal: informamos que nenhuma das empresas, instituições ou organizações mencionadas neste artigo é afiliada ao Indeed.

Leia mais artigos