10 profissões que ajudam as pessoas

Atualizado em: 19 de fevereiro de 2024

Para quem tem o espírito humanitário e gosta de ajudar pessoas, encontrar uma atividade na qual possa exercitar sua capacidade de empatia e solidariedade é fundamental para alcançar satisfação na carreira profissional. Se esse é o seu perfil, confira neste artigo 10 dentre as principais profissões que ajudam pessoas e um pouco mais sobre cada uma delas, além de uma lista complementar para você explorar oportunidades que melhor se adequem ao seu interesse e perfil.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

Quais as profissões ideias para quem gosta de ajudar pessoas?

O mundo das profissões de caráter humanitário ou que envolvem diretamente ajudar pessoas é bem amplo e abrange diversas áreas do conhecimento e do mercado. A seguir, você confere uma lista com algumas das principais delas, com base no seu respaldo social e por serem tradicionais, mas também algumas consideradas em ascensão na atualidade.

1. Medicina

Associada a salvar vidas, esta é certamente a área profissional que continua a ser altamente procurada e a escolha natural de quem deseja dedicar sua vida profissional a ajudar o próximo. Médicos atuam em uma série de especialidades e diferentes funções, como a prática clínica e hospitalar, a cirurgia, em ambulâncias e também nos cuidados psiquiátricos.No Brasil, estima-se que haja atualmente meio milhão de médicos, com uma concentração maior em quatro especializações médicas – Clínica Médica, Pediatria, Cirurgia Geral e Ginecologia – que juntas somam 40% dos profissionais da área. Assim, o mercado profissional de Medicina está aquecido principalmente para os que desejam atuar em especialidades carentes de profissionais.

2. Enfermagem

Conhecidos por atuarem lado a lado com os médicos, os profissionais de enfermagem têm um papel crucial na área de saúde. Cabe a eles executar uma série de funções para garantir que o tratamento adequado seja ministrado aos pacientes e que o quadro de saúde deles evolua bem. Eles também atuam em processos laboratoriais, realização de exames e atenção ao público em clínicas, hospitais e laboratórios.Uma das principais vantagens da área de Enfermagem é a possibilidade de começar a atuar profissionalmente fazendo um curso técnico ou profissionalizante, que duram menos da metade do tempo da graduação na área (de cinco anos de duração). Já a graduação oferece uma maior quantidade de saídas profissionais e melhores salários.

3. Fisioterapia

Dedicados à reabilitação dos pacientes após acidentes, traumas ou sequelas de enfermidades, os fisioterapeutas tornaram-se profissionais fortemente requisitados nos últimos anos. O principal fator que tem provocado o aumento da busca por fisioterapeutas é o envelhecimento da população brasileira, o que representa uma maior necessidade de profissionais dedicados aos cuidados de problemas de mobilidade próprios à idade. A pandemia do coronavírus ocasionou também um expressivo aumento na procura de fisioterapeutas hospitalares e respiratórios.

4. Nutrição

Voltados ao desenvolvimento de planos de alimentação e criação de cardápios seguindo diretrizes específicas às necessidades de seus pacientes, nutricionistas são profissionais fundamentais à manutenção da saúde das pessoas. Com o envelhecimento da população, os avanços científicos e o fácil acesso a pesquisas através de meios digitais, as pessoas têm estado cada vez mais atentas às questões de saúde nutricional e a procura por profissionais de Nutrição para melhorar a saúde geral tem aumentado.Embora atualmente muitos nutricionistas atuem por conta própria, esses profissionais continuam sendo fundamentais em clínicas, hospitais, indústria alimentícia, restaurantes e hotéis.

5. Psicologia

Embora ainda seja considerado um tema delicado, tratamentos psicológicos para cuidar das mais diversas patologias e transtornos da mente e comportamentais têm se tornado cada vez mais presentes e necessários na vida das pessoas. Segundo levantamento da Organização Mundial de Saúde - OMS, o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas do mundo, com uma cifra que em 2020 correspondia a quase 19 milhões de pessoas.Nesse cenário, a atuação dos psicólogos nunca foi tão necessária no país, e os meios digitais também facilitaram o acesso às consultas, muitas vezes feitas por videoconferência, tornando a prática profissional mais viável.

6. Terapia Ocupacional

Associada muitas vezes à área da Fisioterapia, a Terapia Ocupacional também trabalha para ajudar as pessoas a recuperar movimentos, mas esse não é seu objetivo final: o terapeuta ocupacional se dedica à prevenção e tratamento de alterações psicomotoras, cognitivas afetivas e perceptivas que prejudiquem a realização de tarefas cotidianas. As emoções têm um papel importante no tratamento desenvolvido: em crianças com síndrome de Down ou diagnosticadas dentro do espectro autista, por exemplo, o fator lúdico pode ser muito importante nas terapias.Além de crianças, terapeutas ocupacionais também trabalham com pessoas de todas as idades que apresentam limitações psicomotoras causados por acidentes ou doenças, e inclusive indivíduos com depressão. Embora ainda sejam poucos os cursos superiores na área, a profissão está em ascensão e carece de profissionais qualificados.

7. Coaching

Esta é a profissão mais nova da lista e vem ganhando muito espaço no mercado profissional. Coaches (“treinadores”, em tradução literal do inglês) são consultores que ajudam seus clientes a aprimorar aspectos de sua vida, a depender das necessidades de cada um. Embora esses profissionais atuem tanto no âmbito pessoal como no profissional, no Brasil os coaches profissionais têm obtido destaque ajudando seus clientes a mudar de carreira, melhorar aptidões de liderança e comunicação ou alcançar outras metas profissionais concretas.Profissionais que atuam nessa área geralmente são formados em Psicologia, Neurolinguística ou áreas afins ao seu nicho de atuação e especializados em Coaching, visto que ainda não há curso superior na área.

8. Direito

Costuma-se pensar nos advogados como pessoas inteligentes que usam sua oratória para conseguir o que querem profissionalmente. Mas você sabia que muitos desses profissionais – talvez a maioria deles – na verdade ganha a vida ajudando as pessoas? No setor público, advogados representam o Estado em causas diversas através da figura da promotoria, e também defendem aqueles que não podem pagar por serviços jurídicos – caso dos defensores públicos.Pessoas formadas em Direito podem atuar ainda como juízes e delegados de polícia, funções fundamentais para a manutenção da ordem social. E mesmo em escritórios privados, estes profissionais também podem atuar em causas muitos nobres, defendendo indivíduos, grupos e causas sociais em processos jurídicos.

9. Serviço Social

Os profissionais que se dedicam à área de Serviços Sociais atuam para garantir e preservar os direitos sociais das pessoas, seja através de ações diretas, pesquisas ou elaboração de políticas públicas. O principal público-alvo das ações de assistentes sociais são aqueles em situação vulnerável, de risco ou que fazem parte de grupos minoritários.Encaixam-se nesse perfil pessoas em situação de rua, populações de baixa renda, órfãos, vítimas de violência e grupos marginalizados, a exemplo de dependentes químicos e da população carcerária. Estes profissionais podem atuar nos setores público, privado ou em intuições sem fins lucrativos (terceiro setor).

10. Educação

Dos primeiros anos de vida até a fase adulta, professores são figuras fundamentais para a formação social e intelectual das pessoas, que têm uma vasta gama de atuação. Enquanto um professor de Educação Infantil acolhe as crianças em seu primeiro convívio social fora da família, os de Ensino Médio preparam adolescentes para enfrentar o vestibular e os de Ensino Superior formam profissionais para atuar nas diferentes áreas do mercado de trabalho.Muitos professores de Ensino Superior também se dedicam à pesquisa acadêmica e são figuras fundamentais para a produção de conhecimento em todas as áreas.
Carregue seu currículo no Indeed
Permita que as empresas encontrem você ao criar um Currículo Indeed

Outras profissões no auxílio a pessoas

Se nenhuma das profissões acima combina com você, confira abaixo uma lista complementar, com ocupações interessantes sobre as quais você pode se interessar e descobrir mais a respeito:

Bônus: trabalho voluntário

Se você já tem uma profissão em mente, mas gostaria de contribuir de alguma forma para a sociedade ou sua comunidade, uma boa alternativa é dedicar-se ao voluntariado. Cada vez mais empresas adotam programas beneficentes e estimulam a participação de seus colaboradores, devido aos benefícios do voluntariado serem evidentes.Além disso, se você está começando sua trajetória profissional, uma atividade voluntária pode inclusive ajudar a incrementar seu currículo profissional, desenvolvendo atributos pessoais e profissionais que podem ser destacados em seu currículo e em entrevistas de trabalho. Se este for o caso, uma boa estratégia é procurar um trabalho voluntário numa área semelhante ou afim àquela da sua formação para conciliar a ajuda aos demais ao ganho de experiência profissional.Relacionado: 7 empregos fáceis de conseguir no Brasil e suas principais exigênciasAviso legal: informamos que nenhuma das empresas, instituições ou organizações mencionadas neste artigo é afiliada ao Indeed.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Artigos relacionados

O que faz um fonoaudiólogo

Leia mais artigos