Desenvolvimento de carreira

O que é liderança e dicas para ser um bom líder no trabalho

Toda empresa precisa ter bons líderes. Saber como liderar não é fácil, mas você pode melhorar seu desempenho conhecendo melhor a si mesmo e adotando as práticas mais adequadas para cada caso. Neste artigo, nós explicaremos o que é liderança e qual o papel de um líder dentro de uma empresa. Apresentaremos, ainda, os diferentes tipos de liderança que se pode exercer, conforme o contexto e de acordo com as suas características. Além disso, também daremos dicas valiosas para você se tornar um bom líder. Vamos lá?

O que é um bom lider?

A liderança é a habilidade de inspirar outras pessoas, influenciando suas ações, decisões e comportamentos da maneira desejável. Pela descrição, podemos perceber que esse conceito se refere a algo que não se limita ao ambiente profissional. Na verdade, essa é uma habilidade que notamos em diversos contextos e ao longo da história. Podemos listar inúmeros líderes políticos ou militares que a exibiram com brilhantismo.

O que nos interessa aqui, no entanto, é a liderança exercida no trabalho. Neste caso, podemos dizer que o bom líder é aquele capaz de atingir os objetivos que lhe são colocados de forma eficaz, respeitando a saúde mental, a dignidade e a opinião dos seus colegas ou funcionários. Além disso, ele precisa ser respeitado pela equipe e ser alguém que inspire confiança, por diversas razões.

É possível exercer uma liderança "natural" – algo que se exibe desde muito novo e que se pode demonstrar sem maiores esforços. No entanto, é plenamente possível, também, desenvolver essa habilidade ou aperfeiçoá-la.

A importância dos líderes

De forma geral, as empresas demandam (e carecem) de bons líderes. Na verdade, muitas delas estão repletas de chefes, mas não têm bons líderes. Isso ocorre quando o chefe se porta apenas como tal, cobrando resultados, e não inspira os funcionários de forma positiva.

Esta cobrança extrema pode levar os colaboradores, muitas vezes, a quadros de estresse e até mesmo de depressão. Mesmo quando os resultados parecem positivos, inclusive em termos de lucros, isso pode ocorrer às custas da saúde de seus funcionários e da própria imagem da empresa.

Se, por outro lado, a liderança é positiva, os efeitos são melhores tanto na relação entre a empresa e seus funcionários quanto em termos econômicos. Quando as pessoas gostam do local de trabalho, sentem-se livres para explorar seu potencial e são valorizadas, a tendência é que a produtividade geral aumente, inclusive a longo prazo.

Quando os funcionários sentem que são respeitados pelos seus posicionamentos e ideias, perdem o medo de se expressar. E eles também fazem isso de forma rápida e oportuna. Assim, a empresa diminui as chances de cometer erros graves por falta de comunicação, além de poder contar sempre com o potencial criativo de seus funcionários. Em ambos os casos, o efeito é favorável para o crescimento da empresa.

Outra vantagem, nesse cenário, é a diminuição da rotatividade de funcionários, conhecida como turnover. Em qualquer empresa, as constantes mudanças no quadro de colaboradores prejudicam o desempenho geral, já que aumentam os custos de contratação e treinamento. Por isso, manter os funcionários mais satisfeitos e por mais tempo na empresa é um objetivo importante de todo líder consciente.

Para ser respeitada, uma boa liderança deve agir de forma justa e ponderada, afastando a possibilidade de favorecimento e mostrando o mesmo respeito por todos.

Os 5 tipos de liderança no trabalho

A liderança pode ser expressa de diferentes formas. Algumas são saudáveis, outras nem tanto, e cada profissional exercerá a sua de uma maneira. É importante, então, compreender os tipos de liderança existentes e saber como lidar com cada uma delas.

Aqui, separamos 5 tipos de liderança e suas principais características. Será que você se encaixa em uma delas?

Liderança democrática

O líder democrático atua próximo à equipe e mostra-se sempre acessível. Ele demonstra interesse pelas opiniões e sugestões dos funcionários e costuma atender ou aplicar muitas delas, dando os devidos créditos.

De forma geral, o líder democrático gosta de ouvir o que os outros têm a dizer. Ele expressa constantemente, também, a ideia de que todos podem colaborar para o desenvolvimento e crescimento da empresa e da própria equipe. Este líder busca manter sempre um bom relacionamento com todos e entre todos, tornando o ambiente de trabalho agradável, o que impacta positivamente, inclusive, a produtividade.

Liderança liberal

O líder liberal muitas vezes não é respeitado pela sua equipe. Ele normalmente prefere ficar em cima do muro, sem se se comprometer muito. Devido ao medo de tomar decisões difíceis ou contestáveis, o líder liberal não se impõe, nem mesmo de uma forma leve e democrática.

Esta pessoa costuma participar pouco da ordem do dia. Além disso, coloca muitas das suas responsabilidades nas costas de seus funcionários. Mais que delegar tarefas, este líder corre constantemente o risco de distribuí-las a quem não está apto para tal.

De forma geral, a falta de supervisão e orientação por parte deste tipo de líder pode acabar gerando queda na produtividade e, como consequência, resultados negativos para a empresa.

Liderança técnica

Também conhecido como líder operacional, esse tipo de líder inspira seus funcionários. Isso ocorre por um motivo em particular: seu profundo conhecimento técnico na área em que atua. Por conta dele, o líder técnico é estimado pelos demais profissionais. Esta pessoa mostra aos seus colegas que sabe o que faz e, com isso, torna-se uma voz respeitada por todos, particularmente em momentos de crise.

De forma geral, o líder técnico governa pelo exemplo. Os seus liderados o veem como alguém em quem se espelhar para desenvolverem-se tecnicamente e evoluírem dentro da empresa. Para alcançar essa condição, este líder deve estar sempre bem atualizado, acompanhando tendências e pondo seu conhecimento à prova constantemente.

Muitas pessoas não compreendem o líder técnico e esperam que ele aja de outra maneira, mais como um gestor e menos como alguém que está sempre com a “mão na massa”. Assim, arriscam tirar dele uma de suas melhores – e mais atrativas – qualidades.

Liderança carismática

O carisma é um traço da personalidade difícil de ser explicado. Ele está relacionado com a capacidade de fazer com que os outros simpatizem com você de forma natural. Pessoas que apresentam esta qualidade conseguem conquistar quem está ao seu redor sem muito esforço. Assim, por pura empatia, elas se tornam uma referência positiva para os demais funcionários.

Esta é uma qualidade difícil de se desenvolver. Na maioria das vezes, é como se o indivíduo tivesse nascido com ela. No entanto, não chega a ser impossível obtê-la com o tempo, com dedicação e talento.

Liderança situacional

O líder situacional é aquele que age conforme o que cada situação pede. Ou seja, ele pode variar entre as atitudes de um líder técnico e as de um líder carismático para atingir os melhores resultados em circunstâncias específicas.

Exercer esse tipo de liderança exige um repertório muito grande por parte do profissional. Ele deve ser capaz de tratar seus colegas de acordo com suas particularidades, respeitando a capacidade técnica de cada um e observando o que eles têm a oferecer de melhor para a empresa.

Como ser um líder de sucesso

Agora que já explicamos a você os principais tipos de liderança, vamos listar as qualidades de maior relevância para exercê-la bem. Estas características são essenciais para que a empresa atinja bons resultados e para que os colaboradores (incluindo você) permaneçam satisfeitos trabalhando nela.

Talvez você já apresente alguma dessas características, mas dificilmente é bom em todas. De qualquer modo, é possível desenvolvê-las e aumentar seu repertório ainda mais. Para ser um bom líder, é recomendado que você:

  • Seja um bom ouvinte. Não dar atenção e credibilidade à sua equipe pode ser um erro grave. Os funcionários podem ficar desmotivados e deixar de reportar problemas ou sugerir soluções que seriam muito importantes para a empresa.
  • Preserve sua credibilidade. Um bom líder deve passar segurança aos demais, tanto com relação aos seus conhecimentos quando ao seu profissionalismo. Quem não transmite credibilidade dificilmente terá bons retornos. As pessoas buscam no líder alguém coerente, prestativo e disponível. Caso contrário, não confiarão nele para os momentos de dificuldade.
  • Compartilhe conhecimento. Um bom líder compartilha conhecimento, técnicas e dicas com sua equipe, para ajudar a desenvolver os profissionais e elevar a qualidade geral do trabalho realizado. Não tenha medo de dividir conhecimento com os outros. Afinal, você não será capaz de fazer tudo sozinho.
  • Estimule a colaboração. O ambiente dentro de uma empresa pode ser hostil, se não houver lideranças que estimulem o trabalho em equipe de forma saudável. Um bom líder procura eliminar qualquer vestígio de competitividade tóxica entre membros da mesma equipe. Ele estimula a colaboração como único caminho para alcançar objetivos em comum.
  • Demonstre motivação. Uma equipe deve estar motivada para atingir bons resultados. E isso não ocorre quando o próprio líder não demonstra empolgação com a empresa ou com um projeto específico. As pessoas costumam ser contaminadas pela desmotivação dos outros, ainda mais se ela parte de quem está à frente do negócio. Por isso, uma característica essencial em um bom líder é demonstrar motivação – genuína – ao exercer sua função.

A liderança não é uma qualidade importante apenas para quem tem cargos de chefia. Sempre que você se torna uma referência para os seus colegas de trabalho e/ou passa a ter um impacto grande sobre os resultados da empresa onde trabalha, acaba se colocando em uma posição de liderança. Por isso, desenvolva essa qualidade e estará pronto para qualquer desafio.

Relacionados

Ver mais 

Saiba como usar a inteligência emocional no trabalho

Inteligência é emocional é tema recorrente no ambiente de trabalho. Entenda melhor como funciona e como poderá ajudá-lo no dia a dia de sua vida profissional.

Aprenda a ser mais confiante no trabalho

Ser mais confiante no trabalho é uma habilidade que deve ser desenvolvida por todos. Neste guia, apresentamos algumas dicas decisivas para a sua carreira.