Guia sobre como conseguir emprego na área de programação

Atualizado em: 16 de outubro de 2023

O mercado de trabalho cresce cada vez mais para os profissionais de TI no Brasil e no mundo, fazendo surgir diversas oportunidades, tanto em empresas de tecnologia como em todas as outras que buscam implementar processos de digitalização em produtos, serviços e rotinas de trabalho. Com essa expansão, a tendência é que haja um crescimento da demanda de especialistas, seja em cibersegurança, redes ou software.Confira neste artigo dicas sobre como conseguir emprego na área de programação, ramo que requer que você tenha não só conhecimentos técnicos específicos, mas também criatividade.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

O que faz um programador?

Programadores ou desenvolvedores (devs) criam softwares para computadores e aplicativos de celulares, assim como websites. Sendo assim, esses profissionais são indispensáveis na hora de elaborar uma plataforma de serviço de busca online, montar uma loja de e-commerce e criar sistemas de gerenciamento de produção.Nessa função, você usa linguagens de programação como Java, C# e Python para escrever códigos responsáveis pela parte estrutural e de comunicação interna de um programa (desenvolvedor Back End), assim como HTML e CSS para criar a interface que fica visível para os usuários (desenvolvedor Front End) ou ambos (desenvolvedor Full Stack).Além disso, há outras frentes de trabalho, como, por exemplo, o chamado business intelligence, o qual usa My SQL e SQL para melhor gerenciar bancos de dados e fazer a extração e mineração de informações que sejam relevantes em tomadas de decisões, projetos e outras diretrizes de uma companhia.Aviso legal: informamos que nenhuma das empresas, instituições ou organizações mencionadas neste artigo é afiliada ao Indeed.Este artigo é baseado em informações disponíveis no momento da redação, que podem ser alteradas sem aviso prévio. O Indeed não tem como garantir que esses dados estejam sempre atualizados. Recomendamos consultar fontes locais para obter as informações mais recentes sobre o assunto.

O que fazer para trabalhar com programação?

Em primeiro lugar, é necessário dispor de conhecimentos técnicos compatíveis com a função que irá executar e com as tarefas exigidas por um cliente, projeto ou cargo. Depois, você precisa demonstrar o que sabe fazer, conseguindo fazer isso através de um portfólio bem elaborado que especifique suas áreas de atuação.Para aumentar suas chances de conseguir um trabalho na área de programação, busque obter experiência em diferentes segmentos e depois identifique, ao longo de sua carreira, em qual deles deseja se especializar. Confira algumas recomendações para facilitar buscar oportunidades nesse setor:
  • determine como irá estudar o conteúdo relacionado à programação, seja mediante uma graduação, curso técnico ou cursos livres e escolha de acordo com seus recursos financeiros e de tempo;
  • organize um portfólio claro, objetivo e sucinto, em PDF e online;
  • estude e avalie softwares, sites e aplicativos disponíveis no mercado para entender como outros profissionais têm trabalhado;
  • estude a tecnologia usada por empresas onde gostaria de atuar e avalie os pontos fortes e fracos da programação, para fazer sugestões relacionadas aos pontos que você poderia melhorar;
  • se optar por trabalhar como freelancer, invista em um computador potente o suficiente para realizar o serviço desejado e que tenha um processador adequado para isso;
  • aprenda inglês, pois isso pode lhe abrir portas para trabalhar para empresas de fora do Brasil e fará com que você tenha acesso aos cursos que não são oferecidos em português;
  • cadastre seu currículo no Indeed para receber alerta de vagas.
Se estiver no início da carreira, experimente diferentes linguagens, analise onde você se destaca mais, seja fazendo projetos de Back End, Front End, banco de dados, criando softwares para computadores ou aplicativos. Além disso, faça networking com outros profissionais e construa uma rede profissional com colegas para trocar informações sobre atualizações do setor e oportunidades em empresas.Relacionado:

O que estudar para se tornar um programador?

Para trabalhar com programação, você não precisa fazer um registro profissional em um conselho de classe ou ter um diploma de um curso superior. Porém, um curso técnico ou uma graduação podem lhe oferecer oportunidades para conhecer teorias e fundamentos e para executar o seu aprendizado em aulas laboratoriais.Algumas graduações que você pode fazer são: Engenharia de Software, Sistemas da Informação e Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Engenharia da Computação. Além disso, o diploma pode alavancar seu currículo e há empresas que incluem a graduação como pré-requisito de uma vaga.Alternativamente, você pode aprender sobre programação por conta própria, ouvindo podcasts, assistindo videoaulas e estudando materiais pagos e gratuitos. Há também cursos de curta duração online ou presenciais sobre programação que podem enriquecer muito o seu aprendizado e currículo.Todas essas opções ajudarão você a construir um portfólio e a ganhar experiência. Portanto, cabe a você avaliar se é melhor optar por uma formação mais formal e acadêmica, ou outra mais aberta e flexível, mas que irá demandar mais comprometimento, disciplina e organização.

Certificações valorizadas no currículo de quem trabalha com programação

Já as certificações, elas são uma unanimidade como referencial de destaque para quem trabalha no setor de tecnologia. Elas aparecem como pré-requisito ou como habilidade desejável na descrição de vagas para desenvolvedores.Entre uma das certificações mais aceitas tanto para posições de desenvolvedor Back End, Front End e analista de business intelligence, está a Information Technology Infrastructure Library (ITIL). Essa certificação reúne um conjunto de práticas de gerenciamento de serviços de TI que fazem com que a área de tecnologia fique mais alinhada com os negócios da empresa.Além disso, outras certificações reconhecidas que podem destacar seu perfil em um processo seletivo são as oferecidas pela empresa Oracle. Uma delas é aquela dedicada aos conhecimentos básicos de linguagem Java. A Microsoft também é referência nesse quesito e oferece a Microsoft Certified Information Technology Professional (MCITP), útil para quem deseja trabalhar com banco de dados.Vale a pena destacar ainda que a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais (BRASSCOM) elegeu as 6 melhores linguagens de programação para iniciantes, incluindo HTML e CSS, Javascript e Java, indicando ainda onde fazer cursos online e gratuitos.Relacionado:

Habilidades interpessoais desejáveis para trabalhar com programação

Os conhecimentos técnicos são essenciais para você obter sucesso trabalhando com programação. Porém, as habilidades interpessoais também ajudarão você a conseguir um primeiro emprego e a se manter na carreira ao longo do tempo. Entre elas, pode-se destacar a criatividade e a inovação para solucionar problemas de clientes como bugs de programas, uma boa comunicação oral e escrita, foco, pontualidade e uma boa disposição para trabalhar tanto em equipe, como por conta própria.

Mercado de trabalho na área de programação

Segundo dados da própria BRASSCOM, conforme o Relatório Setorial 2022 Macrossetor de TIC (arquivo em PDF), houve um aumento de 6,1% no número de empregos em TIC, e o ano de 2022 contabilizou 1.173.517 pessoas trabalhando na área, sendo que mais de 400 mil foram profissionais de TI.Desse total, 70,7%, ou seja, 290.357 vagas foram destinadas ao setor de desenvolvimento de sistemas. Em relação à média salarial mensal, o segmento de Serviços de alto valor e Software recebeu 2,8 vezes mais do que a média nacional, sendo esse valor R$ 5.470,00.Relacionado:As informações sobre médias salariais são extraídas de publicações nos sites indicados, com checagem na data de redação deste artigo. Os valores ficam sujeitos a variações de acordo com as características de cada vaga de trabalho.

Onde trabalhar com programação?

A digitalização dos produtos e serviços é uma tendência mundial. Dessa maneira, é possível conseguir trabalho tanto em uma prestadora de serviços que atenda diversos segmentos de forma terceirizada, como também trabalhar diretamente no departamento de tecnologia de uma pequena ou grande empresa, como bancos, corretoras de valores, academias, restaurantes, usinas, petroleiras e muitas outras.Alternativamente, você pode montar seu portfólio online e atuar no setor como freelancer, promovendo e divulgando seus serviços em uma página web.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos