Como conseguir uma vaga de jovem aprendiz

Atualizado em: 3 de fevereiro de 2023

Como conseguir vaga de jovem aprendiz é a dúvida de muitos que estão à procura de seu primeiro emprego. Esse programa é uma grande oportunidade para quem ainda não tem experiência e precisa ingressar cedo no mercado de trabalho. Por meio dele, é possível contribuir com empresas de diversos tipos e participar de atividades em vários setores, aprendendo na prática sobre a rotina corporativa.Entenda melhor, neste artigo, sobre o Programa Jovem Aprendiz e confira dicas importantes para conseguir uma vaga.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

O que é o Programa Jovem Aprendiz

O Programa Jovem Aprendiz foi criado pelo Governo Federal há mais de 20 anos e é regulamentado pela Lei da Aprendizagem (10.097/00). O principal objetivo é inserir jovens sem experiência no mercado de trabalho, oferecendo também uma capacitação. Para isso, as pessoas interessadas precisam estar cursando o ensino fundamental ou médio e fazer, paralelamente, um curso profissionalizante. Essa formação pode estar vinculada ao Sistema S, que é formado pelo:
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai);
  • Serviço Social do Comércio (Sesc);
  • Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac);
  • Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae);
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar);
  • Serviço Social da Indústria (Sesi);
  • Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop);
  • Serviço Social de Aprendizagem do Transporte (Senat);
  • Serviço Social de Transporte (Sest).
A capacitação profissional de jovens aprendizes também pode ser realizada em escolas técnicas, agrotécnicas ou entidades sem fins lucrativos, por exemplo, desde que as instituições estejam registradas em conselhos de direitos da criança e do adolescente. Porém, não basta frequentar esses cursos para participar do programa. O desempenho nos estudos é fundamental para manter a vaga.A legislação define alguns parâmetros em relação ao programa. Para participar, é preciso ter entre 14 e 24 anos, exceto pessoas com necessidades especiais. Neste último caso, não há limite de idade, sendo analisada a situação de cada indivíduo.Em relação às empresas, a lei define que empreendimentos de médio e grande porte contratem um índice de 5% a 15% de jovens aprendizes a partir do momento que tiverem sete pessoas empregadas em funções que exijam a formação profissional. Em micro e pequenas empresas, a contratação fica a critério da organização e da sua necessidade.

Quais são as particularidades desse tipo de contrato

O Programa Jovem Aprendiz oferece muitas vantagens tanto para empresas quanto para jovens, mas é preciso ter atenção a alguns detalhes. Apesar de ser como uma vaga de emprego, pois há uma remuneração, esse tipo de contrato tem algumas exigências que as organizações devem seguir. São elas:
  • O contrato de trabalho deve ter duração máxima de dois anos na mesma empresa.
  • A remuneração deve ser baseada no salário-mínimo e no piso estadual, de acordo com as horas trabalhadas.
  • A jornada de trabalho é de seis a oito horas por dia, sem horas extras.
  • A organização deve assegurar que a pessoa cursa uma formação e uma qualificação profissional.
  • A empresa deve assinar a Carteira de Trabalho do jovem.

Como conseguir uma vaga de jovem aprendiz

As vagas que integram esse programa são oferecidas de forma semelhante às de um emprego. Você precisa, portanto, se candidatar e passar por um processo seletivo que inclui a seleção de currículos, entrevistas, elaboração de redações e dinâmicas. A seguir, separamos algumas dicas de como conseguir uma vaga de jovem aprendiz.

1. Procure as vagas nos locais certos

As vagas de Jovem Aprendiz, geralmente, são anunciadas em sites de empregos ou de estágios. Portanto, comece sua busca nesses portais. Também visite os sites de empresas e de indústrias de maior porte em sua cidade, pois esses locais normalmente são os que oferecem mais oportunidades. Além disso, muitas organizações têm uma área própria de vagas em seus sites, o que pode facilitar ainda mais sua busca.

2. Elabore um bom currículo

É no currículo que o processo seletivo inicia. Esse documento é o primeiro contato da equipe de recrutamento com as candidaturas e, portanto, determina se uma pessoa será selecionada para as próximas etapas. Preste atenção nos campos obrigatórios, como: informações pessoais, formação, experiências profissionais e atividades complementares.A seção de formação é uma das mais importantes no currículo de jovens aprendizes, uma vez que a pessoa tem pouca ou nenhuma experiência profissional. Por isso, use-a de forma estratégica, falando sobre projetos e atividades desenvolvidas na formação. Grupos de estudos, pesquisas, trabalhos, esportes… Tudo isso ajudará o recrutamento a entender seu perfil.Descreva isso nas informações do colégio e deixe em destaque o ano em que está, o nome da instituição em que estuda e a previsão para conclusão dos estudos. Fale também sobre sua qualificação profissional, principalmente se cursá-la em uma escola diferente da formação básica.Insira também, no campo de atividades complementares, outros cursos e atividades das quais participou. Você pode descrever, por exemplo, cursos de informática, de idiomas e trabalhos voluntários.

3. Prepare-se para as entrevistas

Uma importante etapa em qualquer processo seletivo é a de entrevistas. O formato utilizado pelas empresas varia bastante, podendo ser realizadas individualmente com recrutadores gestores ou por meio de dinâmicas em grupo. Por isso, estar preparado para essa conversa é crucial para o sucesso da seleção. Esse é o momento em que essas pessoas podem conhecer você melhor e entender se tem o perfil da empresa.Por isso, fale sobre si sempre de maneira clara e honesta, ressaltando sua trajetória e seus pontos fortes. Outra dica é fazer uma breve pesquisa sobre a empresa para entender o que faz, como é a cultura corporativa e como é o ambiente de trabalho. Essas informações ajudarão a direcionar a entrevista a seu favor.

4. Estude e treine para a redação

Muitas empresas adotam como uma das etapas do processo seletivo para jovem aprendiz a elaboração de uma redação. Por isso, estude gramática e treine essa habilidade antes. Escreva algumas redações e peça para professores revisarem, se tiver a oportunidade. São profissionais que podem indicar pontos de melhoria na sua escrita e ainda explicar assuntos em que tem dificuldade. Essa prática certamente ajuda você a sair na frente da concorrência.

5. Prepare-se para as dinâmicas

As dinâmicas são os momentos em que a empresa avalia suas habilidades pessoais e coletivas. Então, procure desenvolver as atividades propostas com entusiasmo e mostre seus pontos fortes no trabalho em equipe. Algumas habilidades em destaque, nesse sentido, são as de liderança, proatividade, capacidade de trabalhar em equipe e comunicação, por exemplo.Com essas dicas de como conseguir vaga de jovem aprendiz, você tem uma orientação para conseguir um bom desempenho no processo seletivo. Lembre-se de que essa experiência pode fazer toda a diferença na sua carreira, por isso, aproveite-a para conhecer melhor sua área. Procure oportunidades interessantes para seu perfil e prepare-se para cada etapa da seleção.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos