Como se tornar representante farmacêutico

Atualizado em: 10 de maio de 2024

A indústria farmacêutica é um dos setores mais promissores no Brasil e, em 2020, registrou um crescimento de 15,6% em relação ao ano anterior, segundo dados da IQVIA, empresa global especializada em ciência de dados de saúde. Diante desse cenário positivo, é natural que as pessoas tenham interesse em saber como se tornar representante farmacêutico. Se esse é o seu caso, o guia abaixo contempla algumas ações e estratégias úteis para ingressar e progredir na carreira.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

O que faz um representante farmacêutico

Também conhecidos por propagandistas, representantes farmacêuticos são responsáveis por visitar profissionais de diversas vertentes da área da saúde e informar sobre os benefícios dos produtos ou serviços da organização para a qual trabalham. Isso inclui demonstrar o funcionamento de equipamentos, explicar características de compostos e novas substâncias ou esclarecer dúvidas sobre métodos de aplicação e conservação de medicamentos.O objetivo é convencer médicos, dentistas, fisioterapeutas, veterinários, nutricionistas ou fonoaudiólogos, por exemplo, a recomendar os produtos que a empresa representada comercializa. Para tanto, é fundamental ter profundo conhecimento do setor, da concorrência e da categoria de itens que representa, assim como habilidades de comunicação interpessoal, poder de negociação e empatia para ganhar a confiança e a fidelidade da classe médica.Relacionado: O que faz um propagandista?

Como se tornar representante farmacêutico

Embora não exista uma formação específica para se tornar representante farmacêutico, indústrias e laboratórios tendem a preferir alguns perfis, em razão das competências técnicas e comportamentais que a profissão exige. Assim, considere as seguintes etapas para ingressar na carreira:

1. Concluir o ensino médio

O primeiro passo para se tornar representante farmacêutico é cursar e concluir o ensino médio, que tem duração de três anos. Além de ser a porta de entrada para uma formação de nível superior, você terá acesso a disciplinas importantes para desempenhar bem o rol de atividades que envolve a rotina de propagandistas:
  • Língua portuguesa: compreender a estrutura da língua portuguesa permite que você fale com segurança, transmita informações com clareza e consiga interpretar normas técnicas, bulas, fórmulas ou receituários.
  • Matemática: representantes farmacêuticos também devem munir sua gerência com dados estatísticos do setor, apresentar relatórios de visitas realizadas ou saber calcular o estoque de materiais publicitários para distribuir em clínicas e consultórios. Nesse sentido, a matemática será uma grande aliada.
  • Ciências humanas e sociais: entender o comportamento das pessoas e como elas estabelecem relações entre si permite que você trabalhe em equipe com mais facilidade e tome decisões assertivas no trato com clientes e fornecedores.
  • Ciências naturais: propagandistas precisam ter ciência de problemas que podem surgir em decorrência de interações medicamentosas e eventuais reações adversas em pacientes. Assim, é importante ter conhecimento sobre o comportamento da matéria, de compostos e substâncias e suas inter-relações.
Por fim, é a partir da conclusão do ensino médio que você poderá fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), um dos principais mecanismos para acesso à educação superior.

2. Concluir uma graduação

Ainda que alguns laboratórios não exijam o ensino superior para trabalhar como representante farmacêutico, uma graduação será um forte diferencial na busca por uma vaga de emprego, dada a grande competitividade no setor. Como se trata de uma profissão em que é preciso vender uma ideia para obter sucesso, responsáveis por recrutamento e seleção entendem que é necessário ter experiência na área comercial, habilidades para construir relacionamentos de longo prazo, disciplina no cumprimento de prazos e metas, capacidade analítica e inteligência emocional, de modo a lidar bem com o volume de informações recebidas e cenários de complexidade e incertezas.Assim, formações nas áreas de administração, marketing ou publicidade e propaganda são bastante valorizadas, pois têm em comum disciplinas ligadas a:
  • ações e técnicas de vendas
  • psicologia, cultura e consumo
  • análise mercadológica
  • persuasão e negociação
  • cenários econômicos e sociais
  • estatística e probabilidade
  • comunicação empresarial
  • ética e cidadania
  • liderança e gestão de pessoas

3. Investir em uma pós-graduação

A pós-graduação costuma ser um requisito desejável nas descrições de vagas para representantes farmacêuticos. Todavia, quanto maior for o seu nível de conhecimento acerca de processos que envolvem o setor, mais chances terá na disputa por uma oportunidade. Propagandistas de sucesso costumam ganhar bem e contar com uma série de benefícios, tais como comissões sobre vendas, carro da empresa, vale-combustível, plano de saúde, assistência odontológica, seguro de vida em grupo e até participação nos lucros. Essas conquistas são fruto de dedicação, iniciativa, persistência e aprendizado. Por isso, investir em qualificação através do estudo mostra seu interesse em construir um plano de carreira sólido na área. Algumas opções interessantes são:

Gestão comercial e vendas

Essa especialização tem o objetivo de preparar estudantes a compreender os desafios e as oportunidades geradas em razão da chegada de novas tecnologias e da mudança nas relações entre consumidores e empresas e a propor soluções práticas, criativas e inovadoras para atrair clientes e fidelizar a base existente.

Comunicação e marketing

Esse curso tem a finalidade de capacitar as pessoas a desenvolver e implementar novos modelos de negócios, tendo como premissa clientes cada vez mais conectados e exigentes com relação a marcas, produtos e serviços e levando em consideração o ambiente on-line como um dos principais espaços de comunicação, divulgação de conteúdo e prospecção.Relacionado: O que são criatividade e inovação e porque são tão importantes no trabalho?

Como é o mercado de trabalho para representantes farmacêuticos

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida no país subiu para 76,8 anos em 2020. O envelhecimento da população pressupõe inúmeras oportunidades para a indústria farmacêutica, seja através da prevenção de doenças decorrentes da idade avançada ou do tratamento dos mais diversos problemas que acometem essa faixa etária. Assim, a demanda por representantes, que já é alta, tende a aumentar, sobretudo para atender a esse nicho específico.

Qual é o salário de representante farmacêutico

O salário de representante farmacêutico pode variar significativamente, a depender de sua localização geográfica, do porte da empresa ou indústria, da sua formação acadêmica e da experiência prévia na área. De maneira geral e segundo informações enviadas de forma sigilosa ao Glassdoor, a média salarial é de R$ 5.365,00 por mês no Brasil.Representantes farmacêuticos são essenciais para atualizar profissionais da saúde sobre lançamentos e tendências do setor, apresentar novos produtos e incentivar o uso de formulações mais sustentáveis, contribuindo indiretamente para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.As informações sobre médias salariais são extraídas de publicações nos sites indicados, com checagem na data de redação deste artigo. Os valores ficam sujeitos a variações de acordo com as características de cada vaga de trabalho.Relacionado: Como escrever uma carta de apresentação de propagandista (com exemplos)
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos