Como ser gestor de tráfego?

Atualizado em: 20 de fevereiro de 2023

Uma área chave no novo cenário de digitalização das empresas é a gestão de tráfego, e se você quer saber como ser gestor de tráfego, o primeiro passo é entender que suas funções se encaixam na ampla gama de atividades que o marketing digital demanda para alcançar seus objetivos. Neste artigo, falaremos sobre as perspectivas desse profissional no mercado de trabalho atual, suas funções específicas e o que fazer caso você queira ser um gestor de tráfego.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

Quem é o gestor de tráfego no mundo digital?

A gestão de tráfego não é uma novidade no mundo digital, embora tenha ganhado mais força nos últimos cinco anos. E essa força só tende a se intensificar, já que em pesquisas recentes o gestor de tráfico aparece na sexta posição numa lista dos 25 cargos que mais estão em alta na atualidade em todo o mundo.Para a maioria das pessoas, talvez a palavra tráfego no âmbito profissional esteja muito mais associada à ideia de trânsito aéreo que a um cargo do mundo digital. Mas se pensarmos que a palavra tráfego é sinônimo de fluxo, tudo começa a fazer sentido. Ao gestor de tráfego cabe gerenciar o fluxo pago em campanhas de marketing digital, atraindo o consumidor que a empresa busca para aumentar suas vendas.

Funções

No mundo digital, considera-se dois tipos de tráfego: o orgânico e o pago. Pensemos assim: tudo o que está publicado on-line eventualmente será visto por alguém, mas isso não significa que os consumidores que buscam determinado serviço ou produto encontrarão facilmente as empresas que os oferecem. As pessoas que encontram o conteúdo de uma determinada empresa sem que isso represente um gasto a mais que disponibilizar o conteúdo on-line fazem parte do tráfego orgânico. Mas isso leva tempo e dificulta que a empresa possa fazer estimativas precisas sobre suas vendas.Para garantir este “encontro” entre seu conteúdo e os clientes que deseja alcançar – e para chegar aos consumidores antes dos concorrentes – as empresas investem em publicidade digital paga, que vemos constantemente com a indicação de “patrocinado” no Google e redes sociais. Além disso, a eficácia dessas iniciativas é medida para verificar se estão alcançando seu público-alvo e para fazer as correções necessárias com o objetivo de ajustar a estratégia de marketing/vendas da empresa.O gestor de tráfego está envolvido em todos os passos desse processo, cabendo-lhe conhecer bem o negócio da empresa, suas características, seu público e seus concorrentes a fim de ajudar os departamentos de marketing digital e vendas a criar estratégias adequadas. Seu principal objetivo é transformar as metas de marketing de uma empresa em resultados de vendas nas diversas plataformas digitais. Monitorar, analisar e otimizar os resultados das campanhas com foco nos objetivos de venda também é uma parte fundamental no trabalho.

Atuação

Não é por acaso que essa profissão está em franca expansão: o gestor de tráfego é um profissional necessário em qualquer empresa que tenha interesse em vender/promover seus serviços ou produtos no meio digital. Com a intensa digitalização das empresas, é natural que os postos de trabalho estejam se multiplicando.É verdade que a maior parte das vagas ainda está em agências de marketing digital que prestam serviços desse tipo para terceiros, mas muitas empresas de médio e grande porte de setores variados já começam a ter seu próprio setor de marketing digital, ampliando e diversificando o mercado. Outras possibilidades para este profissional são as startups, empresas de e-commerce e as consultorias, e as possibilidades tendem a se diversificar ainda mais à proporção em que a profissão se populariza.Relacionado: O que faz um gerente de e-commerce

O que estudar para ser gestor de tráfego

A maioria dos profissionais que trabalham com alguma vertente do marketing digital são oriundos de alguma área da Comunicação Social. Além dos graduados em Marketing, é comum que profissionais de Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Relações Públicas se especializem em marketing digital para atuar nesse setor. Porém, isso não é uma regra, e profissionais de muitas áreas afins – como o Design Gráfico, a Administração e outros –, atuam nesse mercado.Isso acontece porque a demanda por profissionais de marketing digital é grande e, por ser uma área nova, ainda não há cursos universitários específicos. Assim, o profissional que atua nesse mercado costuma ter que fazer cursos de especialização para se aperfeiçoar, seja qual for a sua formação universitária.Para ser gestor de tráfego, você precisa dominar as técnicas de medição de resultados do Google Analytics, técnicas de SEO (search engine optimization) e análise de métricas, além das técnicas para anunciar nas principais plataformas digitais, como o Google e redes sociais. Esses aspectos costumam fazer parte do temário da maioria dos cursos de especialização em marketing digital, embora você também possa começar a aprender por conta própria.O Google oferece cursos gratuitos para aprender a usar o Google Analytics e você também poderá encontrar na internet cursos gratuitos breves sobre SEO, Google Ads, Facebook Ads e outras ferramentas que fazem parte do dia a dia do gestor de marketing digital. Há também muitas publicações digitais especializadas que você pode consultar para aprender mais sobre como ser gestor de tráfego e as principais ferramentas usadas por esse profissional.

Perfil de gestores de tráfego

Caso você tenha interesse em trabalhar com gestão de tráfego, é importante entender que as qualidades do perfil desse profissional são quase tão importantes quanto a sua formação. Como essa é uma profissão imersa num cenário em constante mudança, a formação do gestor de tráfego é contínua, e é fundamental ter um perfil curioso e versátil para manter-se atualizado sobre as novas tendências de mercado. Outras características importantes desse profissional são:
  • Capacidade analítica: como você já deve ter reparado, essa é uma profissão bastante analítica, e saber interpretar métricas é fundamental para entender os resultados das campanhas implementadas. E os números não ficam restritos às métricas: cabe à pessoa gestora de tráfego definir o orçamento das campanhas e quanto será investido em cada plataforma digital onde sua empresa anunciará para obter os resultados desejados. A definição do orçamento é sempre fundamentada nas métricas, por isso a análise desses dados é tão importante.
  • Paciência: pode parecer contraditório, mas para ser gestor de tráfego também é preciso ser paciente. O marketing não é uma ciência exata, e campanhas desse tipo costumam passar por muitos ajustes. Isso demanda muita análise e paciência para averiguar que pontos podem ser melhorados. Trata-se de um trabalho feito em equipe, o que exige que o gestor de tráfego saiba trabalhar bem em um ambiente cooperativo.
  • Boa comunicação: Como não poderia deixar de ser numa profissão do âmbito comunicacional, o gestor de tráfego precisa ter um perfil comunicativo e entender sobre os passos da comunicação digital que ajudam a incrementar as vendas. Embora não seja preciso ser especialista na escrita de textos persuasivos, é um diferencial entender como esse tipo de texto deve ser construído para conceber estratégias de venda mais eficazes.

Salário e vantagens da profissão

Um dos principais atrativos da área de marketing digital são os salários competitivos. No caso do gestor de tráfego, o salário médio mensal é de cerca de R$ 2.500,00, valor semelhante à média salarial mensal do analista de marketing digital, profissão com a qual o gestor de tráfego compartilha algumas funções.O salário do gestor de tráfego pode variar a depender da experiência do profissional, de suas responsabilidades e da empresa em que trabalha, com vagas que oferecem R$ 4.000,00 por mês. Além da boa média salarial, ser gestor de tráfego oferece outras vantagens:
  • Seja o seu próprio chefe: muitos profissionais de marketing digital trabalham por conta própria, e até oferecem seus serviços para empresas internacionais. Embora a principal dificuldade nesse caso seja promover seu próprio trabalho para alcançar bons clientes e garantir uma boa renda fixa, usar as técnicas de análise de tráfego para promover seus serviços pode ajudar muito neste processo. Além disso, trabalhando com clientes que pagam em dólares ou euros, você terá mais chances de garantir uma renda fixa desejável trabalhando menos. Lembre-se que, para isso, você deverá dominar o inglês ou investir num curso que o prepare para trabalhar com clientes falantes desse idioma.
  • Home office: seja como profissional autônomo ou trabalhando como funcionário de uma empresa, muitos gestores de tráfego atuam na modalidade home office, já que esse trabalho pode ser realizado de qualquer lugar. Trabalhando para empresas, a frequência com a qual você deverá ir ao escritório poderá variar, mas ainda assim, a flexibilidade nesse aspecto é um dos grandes apelos da profissão.
A principal dificuldade que você encontrará é uma forte concorrência profissional quando apresentar sua candidatura às empresas. O mercado freelancer também é concorrido e, infelizmente, muitas empresas ainda optam pelos profissionais que cobram menos, e não pelos que têm melhor portfólio ou formação. De todas as formas, caso você se encaixe no perfil profissional do gestor de tráfego, investir numa formação sólida para entrar nesta área continua sendo uma boa estratégia profissional, graças à grande oferta de trabalho e bons salários.Aviso legal: informamos que nenhuma das empresas, instituições ou organizações mencionadas neste artigo é afiliada ao Indeed.As informações sobre médias salariais são extraídas de publicações nos sites indicados, com checagem na data de redação deste artigo. Os valores ficam sujeitos a variações de acordo com as características de cada vaga de trabalho.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos