Como ser professor em Portugal em 4 passos

Atualizado em: 29 de março de 2023

Se você quer seguir na área da educação e está em busca de vagas internacionais, leia, neste artigo, como ser professor em Portugal. O país é conhecido por oferecer ótimas oportunidades de emprego, salários vantajosos e uma excelente qualidade de vida. Confira aqui o passo a passo para conseguir sua vaga em terras lusas.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

Como funciona o sistema de ensino português

A estruturação do sistema de ensino português é bastante semelhante ao brasileiro. As crianças devem frequentar uma escola a partir dos seis anos de idade e precisam de 12 anos de estudo para completar a grade curricular prevista para a educação formal. Os níveis do sistema de educação português são:
  • Creches: recebem crianças de zero a três anos.
  • Pré-escolas: devem ser frequentadas por crianças de três a seis anos.
  • Ensino básico (correspondente ao ensino fundamental brasileiro): destinado ao período de seis a 14 anos.
  • Ensino secundário (correspondente ao ensino médio brasileiro): para estudantes de 15 a 17 anos.
  • Ensino superior: para estudantes de 18 anos ou mais.
Um aspecto interessante é que a carga horária dos cursos varia de acordo com o nível escolar, começando com 25 horas semanais para crianças pequenas e aumentando para 30 horas a partir do quinto ano de escolaridade. O sistema de aulas integral é bastante comum em Portugal, de modo que as aulas costumam ser das 9h às 15h30 diariamente.Uma diferença em relação ao calendário escolar é que, diferentemente do Brasil, o ano letivo inicia em setembro e termina em junho do ano seguinte. Assim, os alunos têm férias em janeiro e nos meses de junho a setembro, as conhecidas férias de verão.Relacionado: O que faz um professor de educação infantil

Como é o ensino público nas escolas portuguesas

O país também conta com instituições públicas e privadas de ensino, sendo as primeiras bastante valorizadas e onde a maior parte das pessoas estudam. Apenas quem tem altas condições financeiras frequenta instituições particulares.As escolas públicas oferecem um ensino excelente, inclusive no que se refere a línguas estrangeiras. As crianças aprendem a falar inglês fluentemente e ainda aprendem um segundo idioma conforme a escolha delas.Apesar de o ensino ser público, é importante frisar que não é 100% gratuito, pois os pais precisam pagar pelo material e pela alimentação dos filhos. Os valores variam proporcionalmente de acordo com a renda de cada família, de modo que quem tem uma renda maior paga mais e vice-versa. No entanto, dependendo da situação financeira da família, é possível receber subsídios do governo.

Como ser professor em Portugal?

Para ser professor em Portugal, é preciso atender aos requisitos do sistema de educação do país, que variam de acordo com o nível do ensino e o cargo. Além disso, o processo varia entre instituições públicas e privadas. Por isso, é importante verificar os procedimentos necessários. Encontre, a seguir, as principais etapas para você conquistar a sua vaga.

1. Ter formação em pedagogia ou em licenciaturas

O primeiro passo para iniciar sua carreira como professor em Portugal é fazer uma graduação nas áreas da educação. Assim, é importante procurar por cursos de pedagogia ou licenciatura na área em que deseja trabalhar em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação. Isso garantirá que você tenha acesso a um ensino de qualidade que proporcione todo o conhecimento necessário.Nesse momento, é importante que você participe de projetos e atividades acadêmicas que sejam úteis para desenvolver suas habilidades de professor, tanto técnicas quanto pessoais. Isso será muito importante para tornar seu perfil profissional mais forte e para seguir com os passos necessários para conquistar sua vaga em Portugal.Relacionado: O que faz um pedagogo

2. Fazer um mestrado

Segundo a Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), serviço ligado ao Ministério da Educação e Ciência português, todos os professores precisam ter um mestrado. A escolha da especialidade para o título deve ser feita tendo como base o nível escolar em que você pretende atuar e a área específica de cada disciplina.Professores do ensino pré-escolar, por exemplo, precisam ser mestres em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Enquanto isso, professores de física e química precisam ter mestrado em Ensino de Física e de Química no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário. As especializações necessárias com os respectivos créditos exigidos podem ser conferidas em uma tabela disponibilizada no próprio site da DGES.Essa etapa pode ser realizada tanto no Brasil quanto em Portugal. Inclusive, fazer o mestrado em instituições portuguesas pode facilitar o processo.

3. Validar o diploma

Com os diplomas da graduação e mestrado em mãos, é preciso fazer a validação deles em Portugal. Nesse processo, é feita uma comparação entre a grade curricular do curso realizado no Brasil com a exigida para cursos equivalentes em instituições de ensino superior portuguesas. O objetivo é garantir que a pessoa esteja devidamente preparada para exercer a profissão, de modo que o diploma passa a ser reconhecido em Portugal.O processo de validação do diploma inicia com o preenchimento de um formulário no site da DGES. Na página, podem ser encontradas as informações detalhadas sobre o processo e toda a documentação necessária. Entre os documentos exigidos estão: grade curricular do curso, histórico escolar e cópia da dissertação ou tese, em casos de mestrado e doutorado, entre outros.Uma informação importante é que o diploma deve, obrigatoriamente, ter a Apostila de Haia. Essa certificação corresponde a um acordo entre países que busca facilitar o reconhecimento de documentação fora do país de origem. Para ter essa certificação é necessário ir a um cartório habilitado.Outra observação importante sobre o processo de validação de diploma em Portugal é que existem três modalidades para isso. São elas:

Reconhecimento automático

Quando é permitido que se reconheça o diploma de ensino superior de forma genérica. Para isso, o diploma estrangeiro precisa ter nível, objetivos e natureza idênticos ao de Portugal. Vale ressaltar que esse procedimento se aplica apenas para os títulos de mestrado e doutorado realizados em instituições com notas CAPES 5, 6 ou 7.

Reconhecimento de nível

Essa maneira de validar o diploma é feita por comparabilidade de forma individual. O grau acadêmico estrangeiro é comparado ao nível de ensino superior de Portugal. Normalmente, esse processo é feito para áreas que não exigem inscrição em alguma ordem profissional.

Reconhecimento específico

Dessa maneira, o diploma de ensino superior é analisado caso por caso, comparando as disciplinas cursadas, e levando em consideração a área de formação e especialidade. Esse formato é utilizado para profissões que exigem a inscrição em ordens profissionais e, portanto, a validação do diploma é obrigatória.

4. Participar de processos seletivos para professor

A última etapa para ser professor em Portugal é candidatar-se a vagas de emprego de professor. O processo de seleção depende do tipo de instituição contratante, se é pública ou privada.

Seleção de professores para escolas públicas

Para exercer a função de docente em escolas ou universidades públicas é necessário obter uma aprovação em concurso. Pessoas de nacionalidade brasileira que tiverem interesse em concorrer à vaga precisam ter nacionalidade portuguesa ou ter o Estatuto de Igualdade de Direitos, solicitado junto ao Serviço de Estrangeiros e Fronteira.O estatuto é um acordo assinado entre Brasil e Portugal para que os direitos dos cidadãos sejam assegurados nos dois países. Para ter direito ao estatuto, o brasileiro deve ter mais de 18 anos e residir legalmente em Portugal há pelo menos três anos.Com esses documentos em mãos, é preciso acompanhar os concursos públicos para professor, que são divulgados no portal Bolsa de Emprego Público ou no próprio site da DGES.

Seleção de professores para escolas privadas

O processo para atuar na docência de instituições privadas é mais simples, pois, nesse caso, não é exigido o Estatuto de Igualdade de Direitos ou a cidadania portuguesa. Assim como ocorre no Brasil, é necessário enviar o currículo e passar por um processo seletivo. As habilidades e documentações exigidas variam de acordo com as necessidades de cada escola.Nesse caso, suas experiências anteriores são avaliadas e fazem toda a diferença. Por isso, invista em estágios durante a formação, e busque experiências profissionais que ajudem a aperfeiçoar a sua didática e forma de trabalho. Se você for professor ou professora de português, por exemplo, é importante se atentar às diferenças de uso do idioma e se adaptar a elas para ter mais chances de conseguir a vaga.Também é importante enviar uma boa carta de apresentação na candidatura. Utilize esse documento para mostrar mais sobre seu perfil profissional, ressaltando projetos e experiências importantes, premiações e pontos fortes. Não se esqueça de dizer por que quer trabalhar na instituição e mostrar como pode agregar a ela.Outro momento importante no processo seletivo é a entrevista. É importante se preparar bem para as perguntas, treinando possíveis respostas para os recrutadores.

Qual é a remuneração de um professor em Portugal

O salário de um professor em Portugal leva em consideração alguns fatores, como o nível em que a pessoa atua, o número de dependentes e o escalão, que aumenta de acordo com os anos de experiência. De acordo com a tabela do Sindicato dos Educadores e Professores do Ensino Básico, um professor do primeiro escalão, sem dependentes, tem uma remuneração média de 1.518 euros. Quando o profissional chegar ao quinto escalão e tem um dependente, o salário sobe para 2.137 euros.Um professor catedrático universitário, por outro lado, tem uma remuneração de 4.678 euros no início da carreira. Esse dado é do Sindicato Nacional do Ensino Superior.O processo para ser professor em Portugal pode demorar um pouco. Portanto, se você tem interesse em construir uma carreira no país, faça um bom planejamento e se dedique bastante aos estudos e às suas experiências profissionais. Tudo isso será importante para seu sucesso em busca de uma carreira internacional.As informações sobre médias salariais são extraídas de publicações nos sites indicados, com checagem na data de redação deste artigo. Os valores ficam sujeitos a variações de acordo com as características de cada vaga de trabalho.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Artigos relacionados

Salário médio e oportunidades em Portugal

Leia mais artigos