Descubra como se tornar assistente virtual

Atualizado em: 15 de outubro de 2023

Com a ascensão do comércio eletrônico e outros serviços on-line, juntamente com a democratização do acesso à internet, um papel que se tornou vital para o atendimento a clientes e o bom funcionamento de tais atividades econômicas é o de assistentes virtuais. Trata-se de uma ótima opção de carreira que oferece flexibilidade, variedade e equilíbrio entre trabalho e vida profissional.Descubra neste artigo como se tornar assistente virtual, mesmo sem nenhuma experiência, quais são as funções e responsabilidades da profissão e algumas outras informações sobre o mercado e a rotina diária.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

O que são assistentes virtuais?

Assistentes virtuais são profissionais que geralmente atuam em regime remoto e, muitas vezes, autônomo, oferecendo assistência técnica, administrativa, criativa ou social para clientes. É um campo que tem visto um rápido crescimento na demanda devido à economia altamente virtual que tem se desenvolvido no mundo e porque é uma profissão que beneficia tanto as empresas quanto as pessoas que a desempenham, pois em vez da contratação de alguém em período integral para fazer o trabalho localmente, é possível contratar profissionais que trabalham em home office.Isso acaba se tornando um dos principais atrativos da ocupação, já que você se beneficia de uma enorme independência e flexibilidade, pode ajustar seus próprios horários e ainda fica em casa, podendo aproveitar a companhia da família ou investir mais tempo no cuidado e desenvolvimento pessoais.E engana-se quem pensa que assistentes virtuais só trabalham no setor de vendas e suporte. É possível atuar em basicamente todas as áreas que imaginar, como no setor administrativo, financeiro, entretenimento, comunicação e marketing, linhas de apoio, assistência pessoal, turismo, entre outros.

O que assistentes virtuais fazem: funções e responsabilidades

As tarefas e atribuições de assistentes virtuais podem variar bastante de acordo com o cargo específico, as necessidades de cada empresa e setor, bem como as próprias habilidades da pessoa. Pode ser desde uma profissão com uma rotina bastante dinâmica, em que são desempenhadas diferentes funções ao mesmo tempo, até um trabalho altamente específico. Veja aqui algumas das tarefas e atividades mais comuns no dia a dia:
  • redigir, responder, monitorar e organizar e-mails
  • atender e fazer ligações telefônicas
  • agendar compromissos e horários
  • transcrever documentos
  • processar pedidos on-line
  • gerenciar mídias sociais
  • prestar atendimento direto a clientes, oferecendo suporte, respondendo perguntas e processando solicitações
  • preparar relatórios
  • organizar documentos e arquivos
  • fazer a manutenção de dados
  • gerenciar planilhas
  • pesquisar conteúdo
  • elaborar, revisar e editar documentos
  • cuidar de atividades contábeis e financeiras
  • trabalhar com marketing digital
  • criar e fazer a manutenção de registros
  • buscar clientes em potencial
  • fazer compra de suprimentos
  • interagir com a comunidade (de uma marca ou produto)
  • identificar oportunidades de venda
  • gerenciar a presença on-line em sites e plataformas

Quem pode ser assistente virtual

Qualquer pessoa que tiver afinidade com o atendimento ao público e disponibilizar de um computador pode se tornar assistente virtual. Caso você já tenha experiência na área de vendas, assistência, suporte ou qualquer tipo de atendimento direto ao público, isso já é um ponto positivo, mas não uma exigência. Contudo, é importante entender que esforço e dedicação serão cruciais para você se destacar e se consolidar nessa área.Leia também: Como trabalhar como atendente de chat?

Como se tornar assistente virtual

Veja aqui nove passos que vão ajudar você a se tornar assistente virtual, mesmo se não tiver nenhuma experiência na área:

1. Faça um exercício de autoconhecimento e identifique suas habilidades e pontos fortes

O primeiro passo é saber o que você pode oferecer para ajudar as empresas. Para isso, é importante que avalie suas habilidades e experiências e determine quais são seus pontos fortes. Isso inclui desde a facilidade com relações interpessoais à habilidade com cálculos, rotinas administrativas ou até mesmo preenchimento de planilhas em um software que você domina.Pode parecer simples, mas é comum que as pessoas não valorizem tudo que sabem fazer como habilidades. Quando você destaca em seu currículo uma certa competência, está sinalizando para a empresa que tem qualificação para fazer um determinado trabalho. Isso é importante para que saiba exatamente quais atividades você pode desempenhar.

2. Defina o setor em que trabalhará e o perfil de empresas

Depois de identificar suas habilidades e definir em que tipos de tarefas você poderá trabalhar, é necessário analisar as necessidades do mercado e determinar em que área e nicho você poderá atuar, assim pode adequar as habilidades e competências, definir o escopo das funções e tarefas que desempenhará e buscar as melhores oportunidades para você. Uma boa forma de começar é se perguntando quem poderá se beneficiar das competências que você tem a oferecer.

3. Invista em preparo e capacitação

Mesmo que não seja exigido um curso de formação para assistentes virtuais, investir em educação e capacitação pode preparar você melhor para o mercado e ajudar a encontrar oportunidades de trabalho e se desenvolver na carreira. Desde cursos específicos para assistente virtual até cursos de informática, atendimento a clientes, noções de contabilidade ou domínio e aperfeiçoamento da escrita podem ser muito úteis nessa hora.

4. Providencie os equipamentos necessários

Dependendo do tipo de função desempenhada, você vai precisar de diferentes tipos de equipamento. O mais comum é um computador ou notebook com conexão com a internet e um telefone celular. No entanto, algumas pessoas também precisam de uma impressora multifuncional, mais de um monitor, telefones adicionais e materiais de escritório. Algumas empresas contratantes podem até oferecer alguns equipamentos.

5. Procure oportunidades

Envie currículos e e-mails para contratantes em potencial e busque anúncios de vagas na área. No início, talvez você precise aceitar funções que não paguem tão bem, mas que podem agregar experiência e aumentar sua rede de contatos.

6. Construa um portfólio

Para construir sua reputação no mercado, é importante criar um portfólio com os trabalhos realizados e depoimentos de empresas. Essa é uma forma de exibir suas habilidades e experiência, podendo assim conquistar oportunidades com melhor remuneração.

7. Invista em marketing pessoal

Para ter sucesso, é necessário que você tenha visibilidade. Elabore uma estratégia de marketing para mostrar às empresas o que você pode oferecer como assistente virtual. Um discurso de vendas e uma estratégia de comunicação bem elaborados e alinhados são imprescindíveis aqui. Use as mídias sociais e crie perfis profissionais para aumentar sua presença on-line. Você também pode criar um website para colocar seu portfólio e incluir resenhas de empresas. Sempre procure construir relações profissionais significativas e enriquecer a rede de contatos.

8. Considere especializar-se

Uma forma de alcançar excelência no atendimento é se especializando em uma determinada área. Isso ajuda você a personalizar suas qualificações como assistente virtual a um determinado tipo de empresa e concentrar seus esforços em oferecer o melhor atendimento possível. Para isso, precisará desenvolver habilidades específicas para ser especialista na área. Alguns exemplos de especialização incluem marketing digital, suporte técnico ao cliente e gestão de mídias sociais.

9. Continue aprendendo sempre

Independentemente da área em que atuar, é importante que você nunca pare de estudar e aprender novas habilidades. Aproveite todas as oportunidades de aprendizado. Cada empresa tem uma forma diferente de operar, e isso já é uma forma de aprender diferentes procedimentos, processos e culturas corporativas, que prepararão você para as mais variadas situações de trabalho. Procure ler sobre o setor em que atua, assistir palestras e fazer cursos on-line. Diversificar seus conhecimentos é a palavra da vez.

Habilidades e competências importantes para a profissão

Confira aqui algumas das habilidades mais procuradas em assistentes virtuais:
  • comunicação verbal
  • domínio da escrita e norma culta da língua portuguesa
  • habilidades com computador e informática
  • disciplina
  • pontualidade
  • organização e gestão do tempo
  • noções de matemática e contabilidade
  • proatividade
  • capacidade de autogerenciamento
  • disciplina
  • dedicação
  • disposição e desejo de aprender
  • capacidade de solucionar problemas
  • flexibilidade

Como encontrar emprego de assistente virtual on-line

A internet é sua maior aliada na hora de encontrar vagas e oportunidades de trabalho on-line, especialmente no caso de assistentes virtuais, profissionais cuja ocupação basicamente nasceu no mundo virtual. Use mecanismos de buscas e analise bem os requisitos, escopo, salário e benefícios de cada oportunidade.Mesmo que você esteja começando, é importante sempre valorizar seu trabalho e habilidades. É aceitável assumir um emprego com um salário um pouco mais baixo inicialmente, mas evite aceitar remunerações muito abaixo da média do mercado, pois isso pode até dar a impressão de um trabalho de má qualidade e afetar sua credibilidade. Procure fazer tudo contratualmente, seja pontual e demonstre iniciativa e proatividade para conquistar indicações.Caso você já esteja à procura de uma oportunidade na área, a página de busca de vagas do Indeed permite pesquisar oportunidades para assistentes virtuais em diversos lugares, com uma infinidade de empresas e anúncios. Aproveitando suas habilidades e com muita dedicação, você poderá crescer bastante nessa carreira que está se tornando cada vez mais importante para o mundo digital e conectado em que vivemos.Relacionado:
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Artigos relacionados

O que faz um assistente de operações

Leia mais artigos