Como trabalhar em navio cargueiro

Atualizado em: 8 de setembro de 2023

Todos os dias, toneladas de alimentos, eletrônicos, remédios e todos os tipos de produtos navegam em alto mar, cruzando milhares de quilômetros e indo de uma ponta à outra do mundo, em um dos tipos de transportes mais vitais para o comércio do planeta. E é claro que nada disso seria possível sem as pessoas que trabalham nessas embarcações. Se deseja se juntar a uma dessas equipes, confira neste artigo como trabalhar em navio cargueiro.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

A importância dos navios de carga no Brasil

É impossível conceber o nosso mundo moderno sem o transporte marítimo. Seja pela importância dos itens que navios de carga transportam ou seja pelo peso atribuído a essa forma de comércio de impulsionar a economia dos países. Estima-se que 26% do comércio exterior brasileiro transita pelo porto de Santos, o maior da América Latina.Ainda que o meio de transporte de cargas mais utilizado no país seja o rodoviário, caminhões ficam muito atrás de navios quando a comparação se dá no campo dos valores. Os navios conseguem transportar um volume de carga infinitamente maior e, por consequência, têm maior protagonismo no PIB do país.

Os desafios de trabalhar em navio de carga

Trabalhar em navio de carga é um grande desafio até mesmo para aquelas pessoas que não se assustam com o mar aberto. Isso porque, no fim das contas, a segurança acaba sendo o menor dos problemas: navios de carga são extremamente seguros. Além de transportar toda uma equipe, eles carregam cargas imensamente valiosas - nem sempre do ponto de vista unitário, mas considerando o valor total de um transporte e toda a logística de comércio exterior envolvida). A seguir, entenda mais sobre essas dificuldades para conseguir tomar uma decisão com todas as informações à sua disposição, para concluir se você quer mesmo saber como trabalhar em navio cargueiro.

Desgaste físico

O dia a dia em um navio cargueiro envolve diversas atividades que exigem aptidão física, energia e força para realizar. Dependendo do trabalho, será necessário ficar em pé por horas, transportar itens e ter pouco tempo para recuperar o fôlego, pois o ritmo dessa rotina também é bastante acelerado.

Distância da família

Independentemente de transportes dentro de um mesmo país ou viagens internacionais e intercontinentais, trabalhar em navio cargueiro também envolve aprender a lidar com a saudade de todas as pessoas com as quais você costumava conviver antes desse emprego. Prepare-se para passar semanas ou até mesmo meses distante de entes queridos, familiares e colegas. Claro que você contará com a sua equipe de trabalho para conversar, trocar experiências e criar vínculos, mas se você não consegue se imaginar longe das pessoas que estão presentes no seu dia a dia, pode valer a pena pensar duas vezes antes de procurar emprego em navio cargueiro.

Enjoo

Essa é uma consequência que varia muito de pessoa para pessoa: ao navegar, é muito comum sentir enjoo por conta do balanço da embarcação no mar - às vezes mais calma, às vezes mais agitada. O tempo pode ser responsável pela adaptação ao ritmo das ondas, mas é importante entender que esse enjoo é diferente de uma aclimatação a bordo de um cruzeiro turístico, por exemplo: você estará embarcado para trabalhar, e não com fins de lazer, então é ideal que seu corpo esteja nas melhores condições para conseguir realizar as tarefas do dia a dia.Leia também: O que faz um estivador

Requisitos para conseguir trabalhar em navio cargueiro

Para conseguir arrumar um trabalho em navio de carga é preciso seguir alguns pré-requisitos – que são obrigatórios independentemente da posição que você for ocupar.

Curso Básico de Segurança de Navio (CSBN)

Esse curso é obrigatório por conta da Convenção Internacional sobre Padrões de Instrução, Certificação e Serviço de Quarto para Marítimos, criada em 1978 pela Organização Marítima Internacional (OMI), parte da Organização das Nações Unidas (ONU). Com duração de cinco dias, o curso é imprescindível tanto para trabalhar em navios de carga quanto para trabalhar em cruzeiro. Em cinco dias, será possível aprender sobre uma infinidade de temas, como:
  • Controle de Multidão e Gerenciamento de Crise;
  • Segurança de Passageiros e Carga;
  • Segurança Pessoal e Responsabilidade Social;
  • Técnicas de Sobrevivência Pessoal e Procedimentos de Emergência;
  • Primeiros Socorros Elementares;
  • Prevenção e Combate a Incêndio.
Diversas empresas são autorizadas a ministrar o curso, e o valor a ser investido pode variar de mil a dois mil reais. Em geral, a duração do curso é de cinco dias, em uma carga horária total de 34 horas, e envolve tanto lições teóricas quanto aulas práticas. Ao fim do curso, a pessoa recebe um certificado internacional, em inglês, que pode ser utilizado para conseguir trabalhar internacionalmente dentro do setor de turismo e carga marítima.No entanto, para conseguir participar do curso, é preciso ter um atestado de formação no Ensino Fundamental e um atestado de plenas condições de saúde mental e física, com validade dentro do prazo de 90 dias, além de cópias de RG e CPF e uma foto 3x4.

Cursos de Especialização

Dependendo da área na qual você deseja trabalhar em navio de carga, pode ser necessário realizar algum curso de especialização que ofereça um certificado e a qualificação para cargas, navios, portos e terminais.

Cursos Aquaviários

A Marinha do Brasil ministra os Cursos do Programa do Ensino Profissional Marítimo, para aqueles que sonham em trabalhar como aquaviários. Essas aulas visam formar pessoas habilitadas para as áreas de Marítimos, Fluviários, Pescadores e Mergulhadores. Esses cursos englobam a maioria das funções de um navio cargueiro.

Funções a bordo de um navio de carga

A estrutura de um navio cargueiro é imensamente complexa, envolvendo diversas funções, trabalhos e rotinas. Assim como as engrenagens de uma máquina, tudo precisa acontecer da maneira certa, em conjunto e sincronia, para evitar problemas.As equipes de um navio cargueiro se dividem em três setores: seção de máquinas (para lidar com equipamentos), seção de câmaras (para organizar a tripulação e serviço de bordo) e seção de náutica (que agrega os oficiais).Leia também: Como trabalhar em navio (requisitos e tipos de trabalho)

Profissões mais comuns de um navio de carga

Existem diversas embarcações diferentes para o transporte de mercadorias, tendo divergências entre tamanhos, quantidade da equipe e funções distribuídas. Ainda assim, algumas se destacam e surgem com maior frequência.

Moço de Convés

Pessoa encarregada pela limpeza de áreas externas da estrutura, pintura e conservação do convés, está sempre à disposição para faxinas atribuídas pelo Comandante.

Cozinheiro

O cozinheiro realiza as refeições de toda a embarcação, sendo responsável não apenas pela alimentação dos embarcados, mas também pela manutenção dos equipamentos de cozinha, a limpeza de tais equipamentos e a organização dos horários das refeições.

Taifeiro

Serve os passageiros e demais tripulantes, além de limpar camarotes. Essa pessoa sempre está preparada para atender requisições de superiores. É em sua posse que se encontram chaves de gavetas e armários – assim como é de sua responsabilidade tudo o que se encontra neles.

Contramestre

Realiza manobras de proa do navio sob ordens de um Oficial, além de preparar com antecedência aparelhos de carga (como amarras, ferros, guinchos etc.), garantindo seu bom estado para uso.

1º Oficial de Náutica

Responsável por toda a burocracia em portos para lidar com carga, descarga, atracação e desatracação. Essa pessoa também precisa garantir a vigilância do navio enquanto ele estiver atracado, especialmente na ausência de um Comandante ou Imediato.

2º Oficial de Náutica

Precisa realizar cálculos da posição de um navio cargueiro e a plotagem na carta náutica, além de ser responsável por embarcações de salvamento e dos instrumentos náuticos. É ele quem escreve no Diário de Navegação da embarcação.

Chefe de Máquinas

É responsável pela conservação e manutenção dos aparelhos de um navio, além de seus acessórios e equipamentos. Sua equipe é composta por Moço de Máquinas, Marinheiro de Máquinas e 2º e 1º Oficiais de Máquinas, que desempenham funções de limpeza, manutenção e segurança.

Imediato do Navio

Segunda função mais importante de qualquer embarcação, o Imediato substitui o Comandante em caso de ausência, além de lidar com todas as questões administrativas do navio.

Comandante do Navio

Cargo mais alto de uma embarcação, o Comandante é a autoridade máxima de um navio. Ele precisa garantir e confirmar que todas as equipes estão realizando suas funções, garantindo a segurança e conforto de seus subordinados. Ele também é o principal responsável pela garantia do zelo de leis, tratados e convenções dentro de um navio cargueiro.Se você tem alguma experiência em uma das funções que acabou de conhecer ou simplesmente quer uma nova vivência em tarefas consideradas mais básicas, mas que não pedem experiência, já pode tirar suas próprias conclusões: agora você já sabe como trabalhar em navio cargueiro e como é o dia a dia de quem vive em alto mar!Relacionado: Quanto ganha um aprendiz de marinheiro?Aviso legal: informamos que nenhuma das empresas, instituições ou organizações mencionadas neste artigo é afiliada ao Indeed.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos