Encontrando um emprego

O que é um trainee? Veja as diferenças para o estágio e a como preparar o seu currículo

Conseguir um emprego bem remunerado com perspectivas de crescimento não é fácil quando se tem pouca ou nenhuma experiência. Mas existe uma alternativa que possibilita essas duas coisas para quem está para se formar ou se graduou há pouco tempo em uma universidade.

O que é um trainee?

Para jovens profissionais que são recém-formados, uma ótima oportunidade é o programa de trainee. Algumas pessoas confundem o trainee com o estágio, e, embora ambos sejam voltados para estudantes universitários, são oportunidades diferentes.

O estágio é um programa voltado para estudantes universitários e é um requisito obrigatório dos cursos de graduação para agregar experiência prática para o aluno. No estágio, o estudante não possui vínculo com a empresa, mas um contrato específico limitado a dois anos e que não garante continuidade na organização, embora alguns estagiários possam vir a receber propostas de emprego para efetivação após o término do contrato.

Já o programa de trainee é geralmente direcionado para estudantes que estão cursando o último ano ou que se formaram recentemente. O trainee é contratado sob o regime CLT e normalmente possui todos os benefícios que estão disponíveis para os demais funcionários, ao contrário do estagiário. Em compensação, o processo de contratação de trainee costuma ser muito mais concorrido e demorado, levando em média de dois a quatro meses.

Como funciona um programa de trainee?

O processo para uma vaga como trainee é mais longo e concorrido do que no caso do estágio. O nível de exigência também é maior, pois o objetivo da empresa é, como o nome sugere, treinar estes funcionários para ocupar cargos de gestão e liderança futuramente.

Além de oferecer uma oportunidade profissional, há toda uma preparação e treinamento para que o candidato se desenvolva rapidamente. Ou seja, além de oferecer uma boa oportunidade inicial, a vaga de trainee proporciona um rápido crescimento profissional, permitindo alcançar ótimos salários em um tempo consideravelmente menor do que a média do mercado. O processo de seleção de um programa de trainee geralmente consiste em 5 etapas: currículo, testes (idiomas e raciocínio lógico, por exemplo), apresentação por vídeo ou dinâmica de grupo online, painel de negócios e entrevista final.

Como fazer um currículo para trainee?

Devido aos bons salários e benefícios oferecidos, além das ótimas perspectivas de crescimento profissional, os processos de trainee costumam ser muito concorridos. Por isso, é importante ter um excelente desempenho em cada etapa para se diferenciar dos demais e se destacar durante o processo seletivo.

Assim como as demais oportunidades de emprego, você também deve começar pelo currículo. Ao identificar uma vaga de trainee para a qual deseja se candidatar, preste atenção nos formulários iniciais solicitados e certifique-se de que seu currículo está impecável.

Muitos universitários estão mais acostumados a preparar seus currículos para estágio, por isso, explicaremos também as principais diferenças entre um currículo para estágio e o currículo para trainee. Dessa forma, você poderá criar o seu de acordo com a função desejada.

Introdução de um currículo para trainee

Como qualquer outra finalidade de currículo, você deve começar pelos dados pessoais. Nessa parte, você deve inserir seus dados como: nome completo, data de nascimento, endereço, celular e e-mail.

Aqui, é fundamental se certificar de que todos os dados estejam corretos e atualizados. Cometer um mínimo erro de digitação no número de seu celular ou de seu e-mail poderá fazer com que a empresa não consiga contatá-lo caso haja interesse em avançar no processo seletivo. Por isso, é crucial prestar atenção redobrada nesse item.

Você pode também incluir o link para seu perfil em uma rede social profissional, pois isso trará mais informações para o recrutador caso ele se interesse pelo seu currículo. Assim como nos demais currículos, somente inclua sua foto se a vaga pedir.

Objetivo profissional

Neste campo, você deve ser objetivo. Evite colocar objetivos genéricos demais, como “à disposição da empresa”. Assim, para uma vaga de trainee, mencione essa informação logo no objetivo. Isso facilitará o processo de filtragem de currículos pelos recrutadores.

Embora pareça pouco relevante, essa informação é importante de ser mencionada, pois muitos profissionais costumam enviar o mesmo tipo de currículo para os mais diversos tipos de vagas. Não faria sentido, por exemplo, enviar um currículo para uma vaga de trainee de um grande banco com o objetivo “gerente de mídias sociais”. Os profissionais responsáveis pelo programa podem notar este tipo de incompatibilidade e não o selecionar para a fase seguinte. Por isso, dê muita atenção a detalhes como este.

Experiência profissional

Para vagas de estágio, a experiência profissional dificilmente é requerida pelas empresas. Para trainee, ela é tida como desejável, o que quer dizer que não é obrigatória, mas que caso você possua, pode valer pontos a seu favor. Por isso, não esqueça de relacionar suas experiências anteriores em um currículo para trainee, pois ela pode ser um diferencial.

Descreva o nome da empresa, setor e período trabalhado, além das principais atividades desenvolvidas. Caso você tenha feito contribuições relevantes, também pode ser interessante mencioná-las em seu currículo para vaga de trainee.

Formação

Para vagas de estágio e trainee, é muito improvável que o recrutador queira saber onde você cursou o ensino médio, portanto, atenha-se a inserir a faculdade em que você se graduou ou quando será a conclusão prevista do curso. Descreva o nome da instituição, curso, data de início e término. Caso você ainda estiver cursando, aponte a previsão de conclusão e o período em que frequenta as aulas. Se for o caso, adicione também outros cursos importantes e relevantes para a vaga, como pode ser o caso de uma outra faculdade. Lembre-se de ordená-los começando pelo mais recente para o mais antigo.

Habilidades e idiomas

Nessa seção, relacione suas habilidades relevantes para a vaga de trainee em questão, como, por exemplo, o conhecimento de determinados sistemas e programas. Também é importante mencionar aqui as suas habilidades comportamentais, como relacionamento interpessoal, trabalho em equipe e escuta ativa, por exemplo.

Para programas de trainee, geralmente é esperado que os candidatos tenham inglês a partir do nível intermediário. Entretanto, caso você não possua muita fluência no inglês, aconselhamos a não mentir sobre seu nível de domínio do idioma pois haverá formas de testarem você ao longo do processo. Caso constatem que o seu nível de proficiência no inglês está abaixo do que você mencionou no currículo, isso afetará o processo de recrutamento de forma negativa.

Cabe lembrar que, caso você possua proficiência em outros idiomas, lembre-se de mencioná-los também. Isso pode ser um diferencial no processo seletivo, ainda mais se a empresa em questão possuir filiais nos países que falam o idioma que você domina.

Resumo

Embora não seja muito comum, o resumo é uma parte que você pode adicionar ao seu currículo de trainee. Como o nome sugere, ele é a síntese de todo o currículo e em tempos de grande concorrência é mais um aliado para fazer seu currículo chamar a atenção perante os demais.

Essa seção pode ser mais bem explorada pelos profissionais mais experientes, pois eles terão mais informações para incluir aqui. Se este não for o seu caso, você pode aproveitar o resumo do seu currículo para focar em suas habilidades, idiomas, formação, experiência e outros fatores que achar relevante para a vaga.

Lembre-se de ser muito objetivo, pois a ideia aqui é reduzir seu currículo o máximo possível. Um bom resumo não apenas ajudará o recrutador a entender seu currículo de forma mais rápida, mas também permitirá que você seja notado como um profissional mais inovador do que os demais, pois essa ainda não é uma prática comum, principalmente entre os menos experientes.

Carta de apresentação

Enviar a carta de apresentação para uma candidatura é essencial. Mesmo que a vaga para a qual você estiver se candidatando não tenha essa exigência, anexar a sua carta de apresentação no corpo do e-mail pode ser um grande diferencial. Dessa forma, você poderá auxiliar o recrutador com o processo de seleção dos currículos e se destacar perante os demais concorrentes.

Por isso, é importante fazer uma carta de apresentação específica para a vaga de trainee em questão. Foque em fazer uma carta que seja objetiva, pois o tempo para análise de cada candidatura costuma ser bastante curto. Além disso, a objetividade é uma habilidade apreciada no ambiente profissional.

Na carta de apresentação, você terá a chance de apresentar informações adicionais que não são compatíveis ou que não puderam ser contempladas no currículo por falta de espaço. Ao desenvolver o seu texto, destaque seus pontos fortes e mostre quais são as suas motivações para a função em aberto e como você poderá fazer a diferença na empresa caso seja selecionado para a vaga.

Relacionados

Ver mais 

Como se tornar um designer gráfico

Saiba como se tornar um Designer Gráfico. Descubra o que faz um Designer Gráfico, áreas de atuação, habilidades essenciais e quanto o profissional ganha.

Qual o significado de CFO e o que faz em uma organização

O CFO é um dos cargos essenciais na gestão das empresas. Esse profissional é responsável pelas operações financeiras e orienta as decisões de investimentos.