O que faz um analista de TI

Atualizado em: 29 de janeiro de 2024

Analistas de TI são responsáveis por planejar, projetar, instalar, administrar e configurar redes de computadores, além de determinar requisitos e a arquitetura de sistemas. Também podem ser responsáveis por garantir a segurança de redes e sistemas, oferecer suporte e aprimorar a experiência dos usuários. Com um leque tão vasto de funções e em um mundo cada vez mais dominado pela tecnologia da informação (TI), não é à toa que essa é uma profissão com amplas oportunidades de trabalho. Confira abaixo o que faz um analista de TI e quais são as principais competências e habilidades para seguir carreira.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

Quais as principais atribuições de analistas de TI?

Analistas de TI são responsáveis pelo desenvolvimento e manutenção da infraestrutura de tecnologia da informação de uma empresa, sendo sua missão garantir que qualquer sistema ou componente computacional possa operar com a máxima capacidade e eficiência. Algumas dentre as muitas funções de analistas de TI incluem:
  • instalar e configurar redes, softwares ou hardwares
  • realizar manutenção preventiva e de rotina em sistemas e dispositivos
  • oferecer suporte técnico aos usuários
  • implementar e monitorar dispositivos de segurança de sistemas e redes
  • implementar políticas de uso e acesso para sistemas e redes
  • elaborar e aprovar especificações de software e hardware
  • projetar sistemas e arquiteturas de redes e bancos de dados
  • integrar diversos sistemas de informação
  • supervisionar e planejar projetos de inovação tecnológica
  • monitorar e garantir a segurança cibernética
  • oferecer consultoria sobre inovações e tendências tecnológicas
Relacionado:

Como se tornar analista de TI?

Para atuar como analista de TI, você pode graduar-se em ciência da computação, engenharia da computação, engenharia de software, tecnologia da informação ou processamento de dados. Todas essas formações envolvem disciplinas sobre linguagem da programação, bancos de dados, gestão de projetos e serviços de TI, arquitetura de redes, cibersegurança, dentre outras matérias que contribuirão com suas qualidades profissionais.Há também alternativas para quem preferir cursos mais rápidos, e essa pode ser uma estratégia mais interessante para um rápido ingresso no mercado. Cursos tecnológicos ou profissionalizantes na área de tecnologia da informação são muito populares e acessíveis, geralmente com no máximo dois anos de formação, e uma boa opção para quem quer focar em uma área, por exemplo, de suporte e manutenção de computadores.O universo da tecnologia está em constante evolução e em ritmo acelerado, com inovações e revoluções chegando ao mercado a toda hora. Portanto, se você tem interesse em atuar nesse campo, saiba que mesmo quem já conta com uma formação precisa estar continuamente aprendendo: manter-se a par das novidades tecnológicas é crucial para ter sucesso na profissão.Especializar-se em subáreas, como cibersegurança, ambiente móvel, nuvem, realidade virtual etc., também pode aumentar as chances de adquirir margem competitiva em ofertas de emprego. Outra forma de qualificar-se para essa função é buscar aprimorar o conhecimento do inglês, já que este é praticamente o idioma oficial do mundo da tecnologia da informação.Se você já tem uma formação em tecnologia, ingressar no mercado de trabalho também exige elaborar um bom currículo profissional, com ênfase nas suas habilidades técnicas. Em seguida, você deve se preparar para as entrevistas de emprego, que podem envolver uma conversa técnica com a pessoa responsável pelo setor de TI da empresa.Relacionado: O que faz um estagiário de TI (salário e habilidades)

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para analistas de TI é tão amplo quanto as funções que esse profissional pode exercer, já que é praticamente impossível pensar em um setor produtivo ou organização que possa dispensar seus serviços. O salário médio de analistas de TI é de R$ 4.000 mensais no Brasil. A maioria das vagas está em empresas com relação direta com a tecnologia, mas de maneira geral analistas de TI podem atuar nas mais variadas instituições, como bancos, hospitais, escolas, seguradoras e indústrias em geral, sendo essenciais para manter empresas e instituições em operação.Leia também: Melhores empresas de tecnologia para trabalhar

Quais as habilidades pessoais de analistas de TI?

Além das habilidades técnicas e do conhecimento teórico e prático que você pode adquirir investindo em educação, é possível conquistar um diferencial competitivo, cultivando ou dedicando-se para adquirir competências que facilitarão seu trabalho e são, portanto, bastante visadas por gerentes e empresas de todos os portes. Veja abaixo algumas dessas habilidades pessoais que podem fazer a diferença e complementar sua capacitação técnica.

Boa comunicação

Analistas de TI lidam diariamente com outros profissionais que não necessariamente têm um conhecimento amplo de tecnologia e, portanto, desconhecem os termos técnicos utilizados nesse meio. Logo, analistas devem se comunicar de maneira compreensível, utilizar uma linguagem acessível e falar de forma clara, com termos e palavras que possam ser compreendidos por todos.

Cortesia

Profissionais de TI podem ter que lidar cotidianamente com o público, seja interno ou externo de uma empresa ou organização, prestando serviços de suporte que garantem o funcionamento de outros setores da empresa ou mesmo de produtos e serviços vendidos ao cliente. Portanto, devem agir com gentileza e profissionalismo ao interagir com colegas de trabalho ou com o público. Demonstrar uma boa etiqueta social e digital nas interações para garantir um atendimento cortês e a boa experiência do usuário são um grande diferencial a ser enfatizado em uma entrevista de emprego.

Bom desempenho sob pressão

Analistas de TI passam constantemente por diversas situações de estresse, já que há muitas demandas que dependem de seu trabalho. Os desafios vão desde sistemas que ficam fora do ar, máquinas que não ligam, infecções por vírus e espionagem, ou programas que simplesmente não funcionam. Quando situações assim acontecem, é comum que analistas de TI sofram grande pressão de usuários internos ou de clientes da empresa, afinal, quase todos dependem do bom funcionamento das máquinas para atuar. Para alcançar bons resultados diante desses cenários, é preciso saber solucionar problemas de forma rápida e sem deixar que as cobranças atrapalhem, mantendo o foco e a tranquilidade diante da pressão e da urgência das tarefas.

Bom trabalho em equipe

Analistas de TI geralmente trabalham em equipe ou precisam lidar com outras funções da empresa, por isso, é fundamental saber relacionar-se, interagir e apoiar colegas em prol do bom andamento do trabalho.Se você já está se preparando para atuar na área, vale a pena pesquisar ativamente sobre o que as empresas estão buscando e quais as principais atribuições exigidas, conferindo, por exemplo, anúncios de vagas de analista de TI. Mesmo que você ainda não tenha tudo o que precisa para se candidatar, ver exatamente o que buscam as empresas e o que é mencionado como requisito pelos recrutadores pode ser muito útil e ajudar a direcionar seus próximos passos para ingressar na carreira.As informações sobre médias salariais são extraídas de publicações nos sites indicados, com checagem na data de redação deste artigo. Os valores ficam sujeitos a variações de acordo com as características de cada vaga de trabalho.Relacionado: O que faz um analista de suporte de TI (salário e competências)
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos