9 profissionais que trabalham na escola

Atualizado em: 26 de agosto de 2023

Você já parou para pensar nos profissionais que trabalham na escola? Se pensou imediatamente em professores, saiba que as instituições de ensino contam também com outros funcionários que exercem funções essenciais para o ambiente escolar. Essas demais ocupações também estão relacionadas à função pedagógica, direta ou indiretamente, já que o aprendizado de estudantes não é construído apenas na sala de aula.Se você se identifica com a área da educação, mas não sabe exatamente quais funções poderia exercer dentro de uma escola, leia este artigo e conheça as possibilidades além da sala de aula.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

Quais profissionais atuam em uma escola?

Trabalhar em uma escola exige que os profissionais tenham zelo e compromisso com o aprendizado e a motivação de estudantes, isso porque, mesmo fora da sala de aula, o ambiente escolar deve ser acolhedor, afetuoso e seguro. A afetividade faz parte da construção do ensino-aprendizagem e não deve ser atribuída apenas a docentes.Mesmo com funções que aparentemente não têm correlação com o ato de ensinar, todas as pessoas que trabalham na escola estão envolvidas na formação pedagógica de discentes. Isso vai de profissionais da gestão até da limpeza. Veja abaixo uma lista com algumas dessas ocupações e suas principais incumbências.

1. Docência

Professores são profissionais que repassam informações, instruem e apresentam possibilidades a estudantes. Sua principal função é participar da construção do conhecimento e avaliar o processo de aprendizagem. Para atuar na docência, é preciso ter formação acadêmica, na qual adquirem-se conhecimentos específicos, e além destes, desenvolver as habilidades pessoais e sociais necessárias para ministrar aulas, entender o sistema escolar e trabalhar em equipe.Profissionais da área devem usar metodologias didáticas para repassar os conteúdos curriculares de modo que seus estudantes reflitam sobre os valores educacionais. Para atuar como professoras na educação infantil ou no ensino fundamental, as pessoas interessadas devem cursar uma graduação em pedagogia. Outra possibilidade é cursar uma licenciatura plena, a qual habilita os profissionais em alguma disciplina específica. Nesse caso, a pessoa fica habilitada para lecionar no ensino fundamental II, (do 6º ao 9º ano) e no ensino médio.Relacionados:

2. Gestão escolar

A diretoria escolar tem um papel de responsabilidade nas escolas que engloba fatores da rotina da instituição e vai além das práticas de ensino-aprendizagem. Cuidar da estrutura do prédio, da pintura, do jardim, das salas de aulas e de todos os equipamentos é de responsabilidade da gestão. Sua função, portanto, é administrar a instituição, colocando-se à frente no trabalho de cuidar tanto das questões pedagógicas, quanto das burocráticas. Devem ainda zelar pela comunidade escolar e fazer a ponte entre família, estudantes, docentes e demais profissionais.Para atuar nessa carreira profissional é necessário ter uma formação em pedagogia ou em licenciatura. Nas escolas públicas, exige-se que as pessoas interessadas tenham feito um concurso público e passado por uma seleção específica. Nas instituições privadas, também é comum que docentes assumam a gestão por meio de indicação ou de alguma seleção interna, a qual ocorre através de entrevista de emprego e análise de CV. É interessante, portanto, manter um bom networking, já que essa rede de contatos pode facilitar sua contratação. Profissionais de administração também costumam assumir o cargo em instituições particulares, mas geralmente têm alguma especialização na área pedagógica, visto que devem lidar tanto com questões educacionais, quanto administrativas.Relacionado:

3. Coordenação pedagógica

Muito além da fiscalização do trabalho de docentes, profissionais da coordenação pedagógica devem ajudar docentes a efetivar suas atribuições da forma mais produtiva possível, preocupando-se com o aprendizado e com a qualidade do ensino. Enquanto a diretoria está encarregada da parte administrativa, além da pedagógica, a coordenação deve apenas incumbir-se das demandas educativas. Dentre suas funções, está a de analisar o plano de ensino dos docentes, avaliar previamente provas e trabalhos, sugerir mudanças na didática e propiciar um bom trabalho em equipe entre colegas.Não há uma formação determinada para atuar na coordenação pedagógica de escolas, mas é comum que profissionais da área tenham feito um curso de pedagogia ou licenciatura e trabalhado anteriormente como docentes. Nas escolas particulares, costuma-se contratar para o cargo docentes com habilidades como liderança, facilidade em resolver conflitos e conhecimento acerca do projeto pedagógico da instituição. No âmbito público, a coordenação precisa passar por uma seleção externa elaborada pelas secretarias de educação e logo enfrentar um processo seletivo na escola para a qual se candidatar.Leia também: Qual é o salário de um coordenador pedagógico?

4. Profissionais de multimeios

Profissionais de multimeios são as pessoas responsáveis por ambientes onde há diversos equipamentos que servem de apoio às aulas. Lidam diretamente com docentes, coordenação e estudantes, auxiliam no uso de computadores, projetores, caixas de som, TVs e demais aparelhos e mídias. Em algumas escolas, o espaço de multimeios também engloba livros paradidáticos e didáticos, como uma biblioteca de menor porte.Para atuar na área, as escolas privadas costumam contratar pessoas com essa formação técnica ou alguém que tenha concluído apenas o ensino médio, mas que saiba usar as tecnologias e tenha uma boa comunicação.

5. Secretariado escolar

Profissionais do secretariado escolar são responsáveis pela preservação, ordenação e o controle de toda a documentação da secretaria da escola, seja de forma digitalizada ou escrita. Devem ainda recepcionar visitantes, atender a comunidade em geral, famílias de alunos, docentes e estudantes. As pessoas que trabalham nessa função devem ter boa comunicação, organização e saber lidar com o público de maneira simpática e atenciosa. Para atuar na secretaria, é necessário fazer um curso técnico de secretariado escolar, que ensina acerca dos fundamentos da gestão, das técnicas secretariais, da organização escolar e da matemática básica e financeira, por exemplo, além das legislações educacionais.

6. Profissionais de biblioteca

As pessoas que trabalham nas bibliotecas de escolas têm um papel notável dentro das instituições, já que compartilham com docentes a missão de desenvolver o hábito de leitura de estudantes. Podem criar projetos como rodas de leitura, palestras e clubes do livro, o que costuma incentivar essa prática. Normalmente, profissionais da área dedicam-se à organização do acervo do colégio, com o catálogo, ordenação e acomodação das obras, e ainda o empréstimo de livros a discentes.Para trabalhar com essa função, é recomendável cursar biblioteconomia, que é uma graduação na qual estudantes aprendem as qualidades profissionais necessárias para fazer esse trabalho. Escolas de menor porte, muitas vezes, elegem docentes para exercer tal ocupação, no entanto, em instituições privadas de grande porte, é mais comum a contratação de profissionais da biblioteconomia.Leia mais: Como conquistar um estágio em biblioteconomia

7. Profissionais da cozinha

Dentro das escolas, em cantinas e refeitórios, há profissionais para cuidar da alimentação de estudantes, tanto no preparo, quanto no servir da comida. Para exercer essa função, exige-se apenas o ensino fundamental ou ensino médio completo, sendo mais valorizadas as habilidades de preparar os alimentos, cuidar da limpeza da cozinha e atender bem estudantes.

8. Profissionais da limpeza

Profissionais da limpeza têm a função de manter e organizar o espaço escolar. São essas pessoas que zelam pelos ambientes e limpam salas de aulas, banheiros, áreas comuns e demais acomodações da escola. Devem ser pessoas atenciosas e prestativas, afinal, além de manter a escola limpa, muitas vezes atuam como olhos e ouvidos da escola durante os momentos em que estudantes estão fora da sala de aula. Para atuar nessa função, normalmente exige-se apenas o ensino fundamental ou nível médio.

9. Vigias

Vigias são pessoas que zelam pelo patrimônio da escola e recepcionam discentes e docentes na entrada dessa instituição. Essa função consiste em impedir que pessoas não autorizadas entrem no ambiente escolar, o que não quer dizer que sejam profissionais com autorização para agir de modo defensivo, tampouco podem portar armas. Caso seja necessário, devem chamar as autoridades competentes, acionando a força policial, mas nunca agindo por conta própria. Vigias não precisam de treinamento e normalmente têm apenas o nível médio.

Como trabalhar em uma escola?

Caso tenha interesse por alguma dessas ocupações e deseje trabalhar numa escola, é importante manter em mente que existem grandes diferenças de contratação, plano de carreira e média salarial entre o âmbito público e o privado.No âmbito privado, as contratações geralmente ocorrem por meio de envio de currículo e entrevista de emprego, ou mesmo de indicações. As vagas costumam ser divulgadas nos sites de empregos ou nas redes sociais da instituição de ensino. Ter experiência na área escolar costuma ser bastante valorizado, mas caso demonstre portar as competências que estão sendo buscadas para o cargo, isso pode ser levado em consideração. Construa um bom currículo, com foco em suas habilidades, experiências e formações. Estude para a entrevista conhecendo mais sobre a escola, seu histórico e projeto pedagógico. Na hora da seleção, tente manter a calma e confie em suas qualificações e competências.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos