Conheça 9 profissões na área financeira

Atualizado em: 4 de setembro de 2023

Você tem habilidade para lidar com números e gosta de administrar finanças? Se interessa por cálculos, juros compostos e acompanhar ganhos, investimentos e rendimentos? Então, saiba que profissões na área financeira podem ser uma ótima opção para você. Nesse artigo, você vai encontrar tanto as principais profissões quanto as ideais para o início da carreira, para quem pretende dar os primeiros passos no mercado de trabalho. Também será abordado sobre as formações mais comuns para se inserir nesse meio.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

9 profissões da área financeira

Dentre as várias opções de profissões na área financeira, podemos encontrar particularidades em cada uma delas. Algumas têm mais envolvimento com o público, outras atuam de maneira mais gerencial. Porém, em todas está contido o objetivo de encontrar os meios e as formas da empresa ou do cliente obter o maior rendimento possível do dinheiro investido. Observe a descrição de cada cargo na lista abaixo, a fim de saber em qual (ou quais) você mais se encaixa e teria perfil para trabalhar com.

1. Analista de finanças

Analistas financeiros necessitam ter desenvolvido um olhar analítico da empresa em que trabalham. Preparam e analisam relatórios de contabilidade e estudam a viabilidade financeira de projetos. Desenham estratégias econômicas para a empresa alcançar a melhor lucratividade possível. Além disso, analisam taxas de juros, gestão de custos e controlam valores a pagar e a receber. Normalmente, esse tipo de analista tem graduação em contabilidade ou economia. Às vezes, é exigido ter alguma especialização afim, como é a de gestão financeira.Relacionados:
  • Como se tornar analista financeiro
  • Qual é o salário de analista financeiro

2. Profissão de bancário

Podem trabalhar em instituições financeiras tanto públicas ou privadas. Não apenas fazem tarefas administrativas como também atendem os clientes. Prestam aconselhamento financeiro, vendem produtos como planos de investimentos, seguros, consórcios, empréstimos, fazem análises de inflação e câmbio e entre outros. Também elaboram relatórios e planilhas para mais tarde serem analisadas com superiores da organização.Relacionados:

3. Profissão de gestor de fundos

Esta é considerada umas das profissões mais privilegiadas do mercado financeiro. De regra geral, são profissionais que já têm ampla experiência: de 15 anos ou mais, e vastos conhecimentos de economia e mercado financeiro. Para atuar, também é necessário ter uma certificação CGA (Certificação de Gestores da Anbima) ou CFG (Certificação ANBIMA de Fundamentos em Gestão), requisito legislativo recente.Quanto à necessidade de certificação, não poderia ser diferente, pois a responsabilidade desses profissionais é lidar com o patrimônio financeiro, e podem gerir até cifras milionárias ou até bilionárias. O objetivo da profissão é gerir o dinheiro de terceiros, que podem ser famílias com alto poder aquisitivo, instituições, corporações e até mesmo pessoas físicas. Analisam onde seria melhor investir e fazem a aplicação em fundos de investimentos com bom retorno para acumulação de patrimônio.

4. Contabilista

Também chamados contadores, são pessoas encarregadas de auxiliar as empresas em questões burocráticas, impostos, taxas, balanços mensais, relatórios de faturamento, demonstrativos de rendimentos e na organização financeira em geral.Quem pensa em montar uma empresa também costuma procurar a ajuda desses profissionais para darem assessoria durante toda a tramitação, como recomendação do regime tributário e apuração de impostos. Para atuar na área, a pessoa deve ter graduação em ciências contábeis e estar credenciada pelo Conselho Regional de Contabilidade (CRC) de seu respectivo estado — o qual é ligado ao Conselho Federal de Contabilidade (CFC).Relacionados:

5. Economista

Economistas costumam elaborar relatórios de estatísticas e tendências econômicas de uma localidade, país, ou até mesmo a nível global. Empresas e organizações de qualquer porte podem contar com seus conhecimentos técnicos para saber o momento de investir ou de retrair recursos de uma aplicação. Também fazem projeções para o futuro e planejam estratégias para gerir e solucionar possíveis problemas econômicos.Para atuar como economista é necessário cursar a graduação em Economia. Porém, em alguns casos ela pode não ser suficiente para alcançar níveis hierárquicos mais altos, portanto vale investir em uma pós-graduação e se especializar em alguma área que você se vê prestando consultoria, por exemplo. Estar por dentro da política, saber de economia mundial e ter bom poder de argumentação serão indispensáveis nessa profissão.Relacionados:

6. Analista de crédito e cobrança

Têm a função de administrar, gerenciar cobranças e avaliar créditos. Através de seus estudos busca diminuir o nível de inadimplência da carteira de empréstimos. Em uma organização financeira, analistas de crédito realizam o estudo criterioso de pessoas físicas, pequenas, médias e grandes empresas e organizações.Através de tais estudos, podem definir se é confiável e viável fazer empréstimos ou financiamentos para tais grupos, pessoas ou corporações. Também podem determinar o rating delas que é uma escala de medida para situação de crédito. Quanto maior o valor, maiores as chances de negligência no pagamento das dívidas, por exemplo. Esta profissão está listada como uma das apostas de carreira para o futuro.

7. Analista de investimentos

Seu principal papel é prestar suporte a pessoas que já investem ou que querem começar a investir no mercado financeiro ou bolsa de valores. A partir de suas análises, podem determinar o rumo das ações e ver quais os melhores ativos para pessoas aplicarem seu dinheiro. Para isso, os profissionais da área devem estar em constantes estudos de mercado, de novos produtos financeiros e análises de empresas em rápida expansão para a melhor direcionamento de novos investimentos — ou se está na hora do cliente vender ações.Para exercer a função de analista de investimentos não é necessário graduação e sim fazer um curso como, por exemplo, o ofertado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) ou passar em uma prova oferecida pela Apimec.Relacionados:

8. Analista de valores mobiliários

Profissionais da área trabalham na elaboração de relatórios e estudos sobre valores mobiliários para divulgar a terceiros que possuam interesse. O objetivo é auxiliar ou influenciar investidores no processo de tomada de decisão de investimentos. Podem atuar tanto de forma autônoma quanto vinculados a uma corporação.Valores mobiliários são títulos de propriedades ou de crédito, de investimento coletivo e são regulados conforme as normas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Governo Federal. Para atuar na área é necessário ter credencial em entidade autorizada pela CVM. Mas não apenas isso, você deve ter conhecimentos técnicos, práticos sobre assunto e, preferivelmente, experiência no ramo para atender ao público-alvo consumidor de seu serviço.

9. Cargo de gerente financeiro

Além da grande responsabilidade pelos recursos financeiros, o cargo de gerência inspira muita confiança dentro de uma organização ou empresa. Sua função é tomar decisões direcionais das finanças do local onde trabalha. Além disso, pode precificar produtos, serviços e avaliar se as metas financeiras estão sendo cumpridas. Determina o orçamento anual, faz a gerência de gastos e custos. Neste caso, também precisa de habilidades para gerir pessoas que fazem parte de sua equipe de trabalho.Relacionados:

Quais as formações para atuar na área financeira?

Você cogita ingressar no mercado de trabalho com foco na área de finanças, porém ainda não sente total segurança? É possível experienciar o ramo e tirar a prova se você quer realmente seguir por esse caminho profissional. Você pode fazer isso através de trabalho com profissões ditas "iniciais" para a carreira nas finanças. Elas não necessitam muita experiência ou formação e você pode evidenciá-las na lista acima.Com as descrições das profissões, já é possível ter certa noção do dia a dia de trabalho e do tamanho da responsabilidade que cada cargo tem. Conforme sua vivência no trabalho, você também poderá optar em obter para uma bagagem técnica mais sólida e que lhe permita galgar novas ou melhores oportunidades. Alguns exemplos de graduação relacionadas ao trabalho na área financeira são:
  • economia
  • ciências contábeis
  • gestão financeira
  • administração
  • engenharia de produção
  • comércio exterior
  • curso superior em tecnologia blockchain, criptomoedas e finanças na era digital.
Podemos dizer que o perfil profissional para o mercado financeiro abarca aquelas pessoas que gostam de matemática e têm afinidade com números, facilidade em fazer e interpretar cálculos e relatórios e apreciam estar em constante atualização, de olho na economia e nas tendências mercadológicas globais, nacionais e regionais. Mesmo que você não tenha algum desses atributos é possível desenvolvê-los com o devido esforço.Algumas profissões na área de finanças parecem estar em alta, mesmo após as transformações da pandemia de covid-19. Oportunidades não costumam faltar para profissionais que se dedicam, se capacitam e têm talento no que fazem. Aproveite as descrições de carreiras contidas neste artigo e avalie o melhor rumo a tomar em sua vida profissional.Relacionado: Confira 9 profissões que utilizam a matemáticaAviso legal: informamos que nenhuma das empresas, instituições ou organizações mencionadas neste artigo é afiliada ao Indeed.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Artigos relacionados

Como trabalhar em banco privado

Leia mais artigos