O que faz um técnico de laboratório?

Atualizado em: 19 de fevereiro de 2023

Se você quer saber o que faz um técnico de laboratório, está na página certa. Todos os dias, ao redor do mundo, milhões de pessoas realizam exames para cuidar de sua saúde – seja de forma preventiva ou para entender melhor algum problema que surgiu. Entre a realização desses exames e a chegada dos resultados nas mãos de profissionais da medicina, reside a importante figura do técnico de laboratório, cujas funções são primordiais para que a cadeia de produção da saúde funcione apropriadamente. Conheça mais sobre a profissão a seguir.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

A transformação da saúde no Brasil e no mundo

Nas últimas décadas, as evoluções tecnológicas não se concentraram apenas em celulares, internet e facilidades para o dia a dia da população. Esses saltos também permitiram grandes revoluções no mundo do esporte, do empreendedorismo e da saúde.A profissão de técnico de laboratório não precisou de grandes mudanças para seguir existindo, mas a facilidade cada vez maior para realizar testes e obter resultados trouxe ao campo laboratorial, um dos braços da biomedicina, uma das profissões mais promissoras na área da saúde.Não é difícil entender o porquê: com um número cada vez maior de pessoas conseguindo realizar exames e entender mais sobre sua saúde, é importante ter profissionais realmente capacitados e treinados para garantir resultados factíveis, condizentes com amostras coletadas e que auxiliem aquelas pessoas a ter uma vida mais saudável e longeva.

O que faz um técnico de laboratório

Técnico de laboratório é quem realiza análises, registros e coleta de substâncias e demais materiais. É a pessoa que, após a realização de um exame feito por pacientes, é responsável por garantir resultados fidedignos e de alta confiabilidade. Para isso, precisa seguir métodos específicos baseados em regras de segurança que envolvem tanto o indivíduo quanto o material coletado, evitando riscos para a sua própria saúde e a contaminação das amostras.Algumas funções diárias da rotina de técnico de laboratório incluem:
  • supervisionar análises clínicas
  • separar reagentes e soluções
  • operar acessórios e equipamentos de laboratórios
  • coletar e processar materiais e substâncias
  • comparar resultados
Esse tipo de profissional está ligado aos campos da farmácia, química e medicina, podendo atuar em diversas frentes de suporte.Relacionado: O que faz um bioquímico

Como ser técnico de laboratório

Qualquer pessoa que queira ingressar na profissão precisa saber que essa é uma das áreas da biomedicina, então é necessário ter afinidade com disciplinas como química, biologia e até mesmo um pouco de física.Com isso em mente, a graduação necessária para desempenhar a carreira é o curso técnico de análises clínicas. Ela irá capacitar estudantes para o desempenho de diversas funções durante sua trajetória profissional.

Curso técnico de análises clínicas

Como todo curso técnico, a graduação em análises clínicas é de nível médio, ou seja, está hierarquizada abaixo de cursos superiores. Sua duração é de dois anos e, em termos de formações anteriores, é preciso estar em alguma dessas situações:Como as opções variam, cabe a cada instituição de ensino a delimitação de outros fatores para inscrição, como idade mínima.A carga horária do curso, porém, tende a ser a mesma em todos os lugares autorizados para a sua aplicação: 1200 horas - que podem ser cursadas entre um e dois anos.

Disciplinas do curso técnico de análises clínicas

Durante as 1200 horas que você vai passar aprendendo sobre análises clínicas, para finalmente aprender o que faz técnico de laboratório, muito será estudado. Não pense, porém, que "estudar" significa apenas ler e aprender conceitos.Algumas das aulas no curso técnico de análises clínicas incluem:
  • Biologia Celular
  • Bioquímica
  • Coleta de Materiais Biológicos
  • Hematologia
  • Instrumentação Laboratorial
  • Microbiologia
  • Primeiros Socorros
Uma das grandes diferenças de cursos técnicos para graduações de ensino superior é que a modalidade é muito mais focada no aprendizado prático. Em uma profissão tão sensível como essa, é claro que é importante entender um pouco sobre a teoria da carreira, mas ainda mais importante é saber desempenhar as funções da melhor maneira possível (e da forma mais segura, seguindo e aprendendo todos os protocolos existentes).

Certificação de técnico de laboratório

Depois da sua formação, será preciso uma certificação para conseguir trabalhar no setor. Ela segue padrões estipulados pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), mas é possível conseguir o certificado com o Conselho Estadual de Farmácia (CEF) do estado que você reside.Estes são os requisitos necessários para obter o documento:
  • requerimento
  • fotos 3x4
  • certificado original de conclusão do curso técnico, com cópia simples (frente e verso)
  • histórico escolar do curso técnico (cópia simples, desde que apresentado o original)
  • cópia simples e apresentação de RG, CPF, título de eleitor e certificado de reservista (se homem)

Mercado de trabalho para técnico de laboratório

Uma vez que o seu curso esteja concluído, será possível atuar no mercado de trabalho para técnico de laboratório. E, ainda que o próprio nome da profissão já indique o seu local mais comum para o dia a dia, há diversos outros campos de atuação disponíveis nos dias de hoje.Alguns deles são:
  • hospitais
  • universidades
  • instituições privadas
  • instituições públicas

Adicional de insalubridade para técnico de laboratório

Diversos trabalhos desempenhados ao redor do mundo trazem riscos. No Brasil, profissionais contratados em regime CLT e que desempenham atividades arriscadas têm direito a um valor adicional em seus pagamentos mensais por conta desse tipo de exposição.Se você não sabe o que é insalubridade e periculosidade, são esses os termos que definem uma rotina que expõe alguém a uma situação prejudicial à saúde ou com risco de vida, respectivamente.

Graus de insalubridade

Há diferentes regras que avaliam o grau de insalubridade de uma atividade, com três níveis distintos: grau mínimo, grau médio e grau máximo.Nesse caso específico, quem desempenha a função de técnico de laboratório tem direito ao adicional de insalubridade em seu grau máximo, tendo direito a 40% de pagamento adicional em seus salários.

Perfil de técnico de laboratório

Qualquer pessoa que queira trabalhar como técnico de laboratório precisa entender que é necessário contemplar algumas habilidades para o dia a dia. Ainda que o entendimento das tarefas seja muito importante, essa é uma área que solicita de seus profissionais alguns predicados para que tudo seja feito da melhor forma possível.

Organização

Se você já sabe como se organizar no trabalho, ótimo: pode ter certeza que essa carreira é para você. Trabalhar como técnico de laboratório envolve manejar diversas amostras de materiais e substâncias, além de categorizar exames e garantir que as amostras serão entregues da melhor forma possível.Para isso, não basta apenas utilizar os reagentes corretos: é preciso organizar cada item e cada equipamento da forma mais cuidadosa possível.

Trabalho em equipe

Essa também não é uma profissão para quem gosta de desempenhar suas atividades sem outras pessoas por perto. Trabalho em equipe é um dos grandes predicados do técnico de laboratório, já que será preciso atuar em parceria com outras pessoas que fazem parte do dia a dia de laboratórios e hospitais. Na ponta da cadeia, por exemplo, há profissionais de medicina que receberão os exames e darão o correto encaminhamento e diagnóstico para pacientes. Antes dos exames chegarem até você, porém, há toda uma outra lista de profissionais realizando suas atividades, sejam em funções administrativas ou até mesmo garantindo que você tenha todo o necessário à sua disposição.Com isso em mente (e sabendo em detalhes o que faz um técnico de laboratório), você já tem informações suficientes para tomar uma decisão e entender se essa carreira é para você. Se a resposta for positiva, então basta começar a jornada em direção à sua nova profissão!
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos