Como ter um bom desempenho nos testes de personalidade no processo seletivo

Por Equipe editorial do Indeed

Atualizado em: 28 de outubro de 2022

Publicado em: 29 de junho de 2021

A Equipe Editorial do Indeed é formada por um grupo diverso e talentoso de escritores, pesquisadores e especialistas que usam os dados e as informações do Indeed para oferecer dicas úteis que ajudam a guiar sua carreira.

Uma boa preparação para a tão esperada entrevista de emprego é a chave para o sucesso. Além de um currículo que seja atraente para o recrutador e da escolha de uma roupa apropriada para a entrevista, um pouco de conhecimento sobre os testes de personalidade utilizados pelos recrutadores pode ajudar na conquista da vaga desejada.

O que são os testes de personalidade

Mais do que apenas treinar em casa como falar bem e mostrar segurança em suas palavras, outro detalhe muito importante vem se tornando cada vez mais comum no processo de contratação: os testes de personalidade. Nesses testes, sua personalidade é testada através de provas e dinâmicas geralmente criadas ou adaptadas pelas equipes de recursos humanos da empresa responsável pela contratação, e os resultados são determinantes na tomada de decisão.

Ao contrário dos testes psicotécnicos, que buscam analisar a capacidade intelectual da pessoa, os testes de personalidade no emprego procuram identificar as características do profissional. Por meio deles, o recrutador pode analisar esses traços pessoais e verificar se o candidato está apto ou não para aquela vaga.

Relacionado: Os 14 traços de personalidade para usar no trabalho

A importância dos testes de personalidade no recrutamento

Uma entrevista de emprego com duração de 30 ou 40 minutos pode até revelar muito de sua trajetória profissional, suas habilidades e conhecimentos adquiridos ao longo de sua carreira. Embora sejam informações importantes, o recrutador também precisa saber se você realmente está apto para assumir a vaga aberta e desempenhar as tarefas relacionadas à função. E é aí que entram os testes de personalidade: eles permitem aos recrutadores e empregadores decidirem com mais eficácia quem será contratado ou não.

Os testes de personalidade, que podem ser aplicados em diversas modalidades, ajudam os recrutadores a traçar um perfil dos candidatos e analisar se eles correspondem ao que a empresa está procurando no momento para o preenchimento da vaga.

Por exemplo, vamos supor que uma empresa esteja contratando um vendedor externo. Os testes do candidato mostram que ele tem dificuldade em manter contato com outras pessoas e não consegue se expressar com eficiência. Esse tipo de profissional não será uma boa escolha para aquele cargo, já que o contratante precisa encontrar alguém que seja comunicativo e persuasivo o suficiente para convencer o cliente a fazer uma compra.

Relacionado: Como responder à pergunta “Fale sobre você” numa entrevista de emprego

Itens para considerar antes de realizar um teste de personalidade

Os testes de personalidade podem ser realizados por meio de dinâmicas de grupo, preenchimento de questionários ou redações. O formato escolhido depende do que o recrutador procura para obter resultados mais eficazes na hora da contratação. Por isso, o candidato deve estar preparado para todos os tipos de testes que possam ser aplicados. Como esses testes revelam detalhes importantes da sua personalidade, é importante prestar atenção aos itens a seguir:

  • Aquisição de informações. Esse ponto mostra como você absorve as informações que são transmitidas durante o seu dia de trabalho e a forma como reage a elas.

  • Habilidades de tomada de decisão. Essa parte mostra mais a sua reação com relação à tomada de decisões, principalmente quando elas são rápidas e acompanhadas de estresse. Também mostra se você tem capacidade de tomar decisões rápidas e eficientes, em vez de causar ainda mais problemas.

  • Resolução de problemas. Esse item é complementar aos anteriores. Ele revela não apenas as suas habilidades de tomada de decisões, mas também como você resolve os problemas que precisam ser administrados. A capacidade de resolver problemas é uma das 10 habilidades mais valorizadas para o futuro do trabalho.

  • Habilidades organizacionais e gestão de tempo. Basicamente, esse ponto determina como você gerencia o seu tempo e o quanto consegue produzir em um determinado período. Ele mostra como você utiliza suas habilidades para se organizar melhor e realizar um trabalho satisfatório dentro de um momento determinado.

Relacionado: Como descrever pontos fortes e pontos fracos numa entrevista de emprego

Testes de personalidade mais utilizados pelas empresas

Testes de personalidade são muito usados pelas empresas em processos seletivos para encontrar os candidatos mais qualificados e adequados às vagas a serem preenchidas. Como cada metodologia tem suas peculiaridades, cada empresa escolhe a metodologia que melhor se encaixa no cargo oferecido. Por isso, é importante conhecer os diferentes tipos e se preparar com antecedência para esse tipo de avaliação.

Confira os três tipos de testes de personalidade que são mais utilizados pelas empresas no momento de uma nova contratação:

  1. Indicadores Myers-Briggs. Esse teste classifica os candidatos de acordo com aspectos como intuição, pensamento, introversão, extroversão e percepção. Por meio dele, o recrutador pode visualizar como o candidato percebe e sente o mundo à sua volta. Ele facilita o processo seletivo, mostrando os pontos fortes e fracos de cada pessoa. Nessa metodologia, os candidatos são classificados com base em 16 tipos psicológicos possíveis. Saiba mais neste artigo.

  2. Perfil Caliper. Esse modelo é muito conhecido em todo o mundo. O teste consiste na aplicação de um questionário de avaliação psicológica do candidato, com mais de 150 perguntas que geralmente são respondidas em cerca de duas horas. Com essas informações, os empregadores conseguem fazer uma análise mais ampla de seus candidatos. Esse tipo de teste também permite ao recrutador perceber se os profissionais analisados apresentam potencial para crescimento e se são pessoas motivadoras.

  3. Perfil de personalidade do funcionário. Esse modelo é mais amplo e avalia o perfil de personalidade do candidato para qualquer posição, identificando a maneira como ele interage com vários elementos no local de trabalho.

Relacionado: Os 16 tipos de personalidade MBTI (Myers-Briggs Type Indicator)

Preparação para fazer um bom teste de personalidade

Como os testes de personalidade se tornaram mais importantes para auxiliar os recrutadores durante o processo seletivo, o uso dessa ferramenta é cada vez mais comum. É provável que você até já tenha participado de algum teste sem se dar conta. Assim, preparar-se com antecedência é um fator essencial para ter um bom desempenho na hora da entrevista e, assim, obter a vaga desejada.

Algumas dicas são valiosas para ajudar você a realizar seu teste de personalidade com sucesso. Vale lembrar que não será preciso omitir informações ou inventar nada sobre si mesmo. O importante aqui é saber controlar a ansiedade para que você consiga responder de maneira satisfatória às perguntas que forem feitas durante o teste.

Confira a seguir algumas dicas que poderão ajudá-lo a ser bem-sucedido durante a realização de um teste de personalidade em um processo seletivo:

  1. Seja honesto. Responda honestamente, mas não como se estivesse conversando com os seus familiares e amigos; seja honesto de uma perspectiva profissional. Leve em consideração os padrões de comportamento que o ambiente profissional exige e garanta que suas respostas sejam capazes de refletir uma boa ética de trabalho, pois os empregadores estão interessados em saber como você atuará no ambiente da empresa.

  2. Revise as instruções com cuidado. Antes de iniciar o teste, leia atentamente todas as informações disponíveis sobre a maneira como o teste será realizado. Observe como suas considerações devem ser registradas e se mais de uma resposta pode ser necessária. Confira também se o teste será cronometrado. Caso sim, fique atento a isso e saiba gerenciar o seu tempo.

  3. Evite elaborar respostas exageradas. Ao responder às perguntas do teste, tente realizar uma abordagem equilibrada e que demonstre que você possui um perfil consistente e realista. Evite respostas exageradas como "concordo totalmente" para todas as afirmações que reflitam traços positivos e "discordo totalmente" para aquelas que sugerem comportamentos negativos. Procure sempre encontrar um meio-termo.

  4. Mantenha o cargo que deseja em mente. Alguns empregadores têm seus próprios testes de personalidade, elaborados para refletir os valores específicos da empresa. Para se preparar para o teste, considere as características e comportamentos que são necessários para se destacar na função para a qual está se candidatando. Antes de cada resposta, analise se ela está diretamente ligada aos pontos fortes necessários para a função. Caso contrário, tente se expressar da forma mais precisa ou apropriada possível.

  5. Não tente enganar durante o teste. Isso é algo que deve ser evitado. Afinal, em algum momento, você poderá cometer um deslize e isso será percebido pelo recrutador. Além disso, se suas atitudes após a contratação não forem compatíveis com o que seu teste de personalidade indicou, isso poderá prejudicar o seu futuro na empresa. Para transmitir uma impressão positiva, não é preciso se esforçar demais. Apenas responda com honestidade e deixe o teste de personalidade revelar seus pontos fortes de forma equilibrada.

  6. Seja consistente em suas respostas: Alguns testes fazem clones de perguntas para verificar se as respostas relacionadas a certas características principais são verdadeiras e confiáveis. Fornecer respostas contraditórias devido ao cansaço gerado pelas perguntas ou à falta de interesse passará uma impressão de que você tem personalidade fraca.

Relacionado: Teste psicológico para entrevista de emprego


Leia mais artigos