7 trabalhos noturnos que pagam bem: boas oportunidades para trabalhar à noite

Atualizado em: 5 de junho de 2023

Profissionais da área médica e de enfermagem, seguranças, DJs, bartenders, recepcionistas, gerentes de casas noturnas e de operações logísticas: a lista de ocupações noturnas é longa e mostra que há muitas oportunidades para quem quer ou precisa trabalhar à noite e ganhar bons salários e remunerações. Neste artigo, você vai entender o que consta na legislação em relação a esse tipo de jornada e conhecer 7 trabalhos noturnos que pagam bem e se adequam a diferentes tipos de perfis profissionais.
Vagas relacionadas no Indeed
Vagas de meio período
Ver mais vagas no Indeed

O funcionamento da jornada noturna de acordo com a lei

Quem troca o dia pela noite quando o assunto é trabalho geralmente precisa se adaptar a uma rotina diferente, fazendo ajustes no dia a dia para conseguir descansar, passar tempo com familiares e amigos e ter uma vida saudável.De acordo com o que prevê a legislação trabalhista, as pessoas que atuam no período noturno têm direitos específicos, como o pagamento do adicional noturno, devido à rotina mais desgastante. Em geral, a legislação considera diferentes horários para jornadas de trabalho noturnas em áreas urbanas e rurais:
  • Nas áreas urbanas, o período noturno vai das 22 horas de um dia às 5 horas do outro dia.
  • Nas áreas rurais, mais especificamente na lavoura, o período noturno vai das 21 horas de um dia às 5 horas do outro dia. Quando se trata da pecuária, o horário é das 20 horas de um dia às 4 horas do dia seguinte.
A Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), no artigo 73, regulamenta o direito de receber o adicional noturno: “Salvo nos casos de revezamento semanal ou quinzenal, o trabalho noturno terá remuneração superior à do diurno e, para esse efeito, sua remuneração terá um acréscimo de 20% (vinte por cento), pelo menos, sobre a hora diurna”.Além disso, a legislação considera que a hora noturna tem 52 minutos e 30 segundos. Por isso, uma jornada diurna de 8 horas equivale a uma jornada noturna de 7 horas. Assim, a remuneração mensal referente ao trabalho noturno é calculada com base em dois fatores: a duração da hora noturna, também conhecida como hora ficta, e o adicional noturno.Por fim, segundo a Súmula nº 60 do TST, quem precisa estender a jornada noturna deve receber, além do adicional de hora extra, o adicional noturno pelas horas trabalhadas, mesmo que tenham sido cumpridas depois das 5 horas da manhã.Aviso legal: informamos que nenhuma das empresas, instituições ou organizações mencionadas neste artigo é afiliada ao Indeed. Este artigo é baseado em informações disponíveis no momento da redação, que podem ser alteradas sem aviso prévio. O Indeed não tem como garantir que esses dados estejam sempre atualizados. Recomendamos consultar fontes locais para obter as informações mais recentes sobre o assunto.
Carregue seu currículo no Indeed
Permita que as empresas encontrem você ao criar um Currículo Indeed

7 trabalhos noturnos com bons salários e remunerações

À noite, o silêncio é maior por não haver tantos telefones e celulares tocando, tantos carros buzinando e tantas pessoas conversando, entre outros ruídos comuns do período diurno. Por isso, a concentração e a produtividade no trabalho podem aumentar significativamente nesse período.Por outro lado, é preciso ter disciplina e conseguir adaptar o seu organismo aos horários alternativos para acordar, dormir, tomar banho e se alimentar, entre outras tarefas do dia a dia.Trabalhar enquanto a maioria dos indivíduos dorme é uma necessidade para algumas pessoas, e uma escolha para outras, mas, em geral, quem quer ou precisa trabalhar à noite encontra uma oferta variada de vagas voltadas a ocupações noturnas no Brasil. A seguir, confira uma lista de 7 trabalhos noturnos que pagam bem, indo desde profissões regidas pela CLT até trabalhos autônomos.As informações sobre médias salariais são extraídas de publicações nos sites indicados, com checagem na data de redação deste artigo. Os valores ficam sujeitos a variações de acordo com as características de cada vaga de trabalho.

1. Jornalismo

Jornalistas trabalham apurando e investigando casos para apresentar diferentes tipos de informação ao público. Esses profissionais podem produzir reportagens, notícias, entrevistas ou artigos, dependendo do ramo de atuação.No Brasil, a média salarial de jornalistas fica na faixa de R$ 2.125 por mês. Dependendo da região de trabalho, esse valor pode sofrer alterações. Veja três exemplos de diferentes localidades:Em geral, a rotina de trabalho de redações de revistas e jornais e de assessorias de imprensa exige que alguns profissionais da área de jornalismo trabalhem no período noturno. No caso de jornalistas que têm uma carga horária reduzida de trabalho, há o direito ao adicional noturno se a jornada ultrapassar a quinta hora diária.

2. Medicina

É comum que ortopedistas, cardiologistas, cirurgiões gerais e neurologistas, entre outros tipos de especialistas, trabalhem como médicas e médicos de plantão. Afinal, os pacientes já internados e os recém-chegados precisam de pronto atendimento durante o período noturno, principalmente em casos emergenciais.No Brasil, o salário-base médio de médicas e médicos é de R$ 5.657 por mês. As cidades que geralmente apresentam os maiores valores são:É válido lembrar que os profissionais plantonistas podem ser chamados para trabalhar a qualquer momento, inclusive durante os feriados, desde que a legislação da área seja respeitada.Relacionado: Conheça 5 das profissões mais bem pagas na Bahia

3. Recepção de hóspedes

Recepcionar clientes, dar informações sobre serviços, tirar dúvidas das pessoas ou fazer encaminhamentos são algumas das principais atribuições dos recepcionistas, que prezam, principalmente, o bem-estar dos hóspedes.O salário-base médio dos recepcionistas noturnos no Brasil é de R$ 1.611 por mês. Dependendo da localidade, entretanto, esse valor pode ser diferente. Veja dois exemplos envolvendo duas cidades e dois estados diferentes:A demanda por recepcionistas noturnos existe, principalmente, em hotéis, motéis, resorts e outros estabelecimentos voltados à hospedagem.

4. Programação e desenvolvimento

Quem quer se tornar um programador ou desenvolvedor para criar software e aplicativos diversos precisa dominar uma ou mais linguagens de programação, ter um bom raciocínio lógico e buscar o aprendizado contínuo na área de tecnologia em constante evolução.A média salarial no Brasil para programadores e desenvolvedores é de R$ 4.250 por mês. No entanto, esse valor pode variar bastante de cidade para cidade. Confira alguns exemplos:Em geral, esses profissionais podem trabalhar com vínculo empregatício ou seguir carreira autônoma. Nesse último caso, fica ainda mais fácil escolher o período noturno para atuar, caso seja uma preferência pessoal.

5. Tradução

O conhecimento profundo de um ou mais idiomas, além da língua materna, é um dos principais requisitos para quem quer se tornar um tradutor. Além disso, é preciso ter conhecimento em ferramentas específicas da área, como CAT Tools, ter habilidade para fazer pesquisas e saber fazer uma boa gestão de tempo para lidar com prazos.No Brasil, o salário-base médio de tradutores é de R$ 2.409 por mês. Esse valor pode ser influenciado por diferentes fatores, como experiência de trabalho, especializações na área e tipo de moeda usada no pagamento. Veja dois exemplos de salários no Brasil por localidade:Assim como no exemplo da profissão anterior, profissionais da área de tradução podem trabalhar como freelancers e escolher o próprio horário de trabalho, inclusive o período noturno.

6. Segurança do trabalho

Profissionais da área de segurança aplicam e asseguram o correto cumprimento das medidas de segurança com o objetivo de prevenir acidentes e doenças ocupacionais. Por isso, é preciso conhecer a fundo normas técnicas, hábitos de higiene e procedimentos de segurança.O salário-base médio de técnicos de segurança do trabalho no Brasil é de R$ 2.561 por mês. Entretanto, dependendo da região de atuação ou da empresa contratante, esse valor pode ser mais alto. Há muitas ofertas de vagas para o período noturno, e quem pretende seguir carreira na área pode fazer um curso técnico em segurança do trabalho para aprender sobre assuntos importantes para o exercício da profissão, como as Normas Regulamentadoras (NRs) 11 e 35.

7. Atendimento de Help Desk

Algumas empresas procuram atendentes de Help Desk para dar suporte a clientes no período noturno. Seguradoras de veículos que prestam assistência 24 horas, por exemplo, precisam ter um atendente para fazer a ponte entre os clientes e os profissionais que vão prestar socorro, realizar reboques e trocar pneus, entre outras atividades.A média salarial de atendentes de Help Desk no Brasil é de R$ 1.773 por mês. Esse valor pode ter uma diferença significativa dependendo da região de atuação e da empresa contratante. É válido lembrar que todos os valores mencionados acima na modalidade de trabalho noturno regido por leis trabalhistas ainda têm o acréscimo na remuneração de 20% sobre a hora diurna.Ou seja, é comum que os valores recebidos pelos profissionais que trabalham à noite em determinada área sejam maiores do que os valores recebidos por quem exerce a mesma profissão durante o dia.
Compartilhar:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Facebook
  • E-mail
Esse artigo é útil?

Leia mais artigos