Entrevistando

Como se preparar e o que dizer em uma entrevista de emprego

Ao longo da nossa trajetória profissional, podemos nos ver em diversas situações nas quais procuramos um novo desafio de carreira: desde uma primeira oportunidade em um programa de estágio, uma recolocação em uma nova empresa ou mesmo em um recrutamento interno. Independentemente da vaga desejada, o candidato deverá passar por, pelo menos, uma etapa de entrevista.

Essa fase, tão temida pelos candidatos a um novo emprego, pode se tornar um momento gratificante de troca de experiências, desde que você esteja seguro e preparado. Nesse artigo, vamos propor algumas dicas sobre o que dizer em uma entrevista de emprego.

Preparando-se para saber o que dizer numa entrevista de emprego

Os preparativos para saber como se portar durante uma entrevista de emprego são tão importantes quanto a entrevista em si. E engana-se quem acha que o candidato deve apenas comparecer a esta etapa sem se preparar previamente. Sua postura, sua informação sobre o local, seu tom de voz e até mesmo sua vestimenta falam muito sobre você nesta etapa. Confira algumas dicas para se sair muito bem nesta fase:

Procure saber o que vai dizer antes

Aproveite os dias pré-entrevista para se informar a respeito da empresa. Pesquise a sua história, seu nicho de mercado, seus produtos e serviços e quais foram seus últimos movimentos estratégicos. Esses dados podem ser encontrados no site da empresa, em veículos de comunicação ou por meio de pessoas que já atuam no local. Com essa pesquisa, você poderá obter mais a respeito dos valores e missão da empresa, como é o ambiente de trabalho e de que forma a empresa é organizada quanto à hierarquia e às diretorias.

Preparar-se antes da entrevista poderá deixá-lo mais seguro, além de demonstrar seu nível de interesse na vaga pleiteada e facilitar no momento de elaborar sua fala ou responder às perguntas do recrutador. Você poderá se sentir capaz, inclusive, de formular possibilidades de atuação futura caso seja selecionado e compartilhá-las com o recrutador no momento da entrevista.

Aproveite esse momento de preparo e relembre seu histórico de trabalho, suas experiências, principais projetos em que atuou, prêmios conquistados e suas habilidades mais fortes. Tenha todas essas informações organizadas mentalmente para responder às perguntas sobre sua trajetória de forma clara e estruturada. Por fim, tenha certeza de que o currículo que você enviou ao recrutador está atualizado. Assim você evitará conflitos entre aquilo que for falar na entrevista e o que está escrito no documento.

Dê atenção para a sua linguagem corporal

Assim como é importante se preparar para o que você dirá verbalmente, não se esqueça da importância da linguagem corporal dentro da comunicação não verbal. A máxima de que “o corpo fala” pode lhe fazer ganhar ou perder pontos em um processo seletivo. Evite ficar muito relaxado ou tenso e evite cruzar os braços, o que poderia indicar nervosismo e despreparo.

Manter uma boa postura, com um semblante harmonioso e um movimento de mãos mais contido podem indicar segurança e autoconfiança. O recrutador, dessa forma, prestará total atenção no que você terá a dizer.

Faça contato visual com seu recrutador

Manter o “olho-no-olho” com a pessoa que você se comunicará na entrevista permite a criação de conexões e transmite a ideia de que você está de fato interessado na conversa. Não se distraia olhando para os lados ou para suas mãos, muito menos para seu celular. Sobre esse ponto, é importante reforçar a necessidade de desligar o seu aparelho assim que a entrevista começar para evitar que se sinta distraído por ele.

Evite respostas titubeantes, monossilábicas e verborrágicas

Responder ao recrutador com expressões como “acho que sim” ou “mais ou menos” pode indicar imaturidade ou pouca segurança no seu discurso. Por isso, tenha sempre confiança em suas respostas. Caso não saiba determinado assunto, é preferível dizer que desconhece ou que não domina o tema. No entanto, aproveite a deixa para indicar que você tomará uma ação relacionada a esse fato, informando que buscará se informar sobre o assunto.

Responder às perguntas da entrevista com apenas “sim” ou “não” pode indicar timidez, extremo nervosismo ou dificuldade de se comunicar. Articule bem sua resposta, com calma e propriedade, e aproveite para demonstrar seu conhecimento e experiência a cada oportunidade de fala. No entanto, não cometa o erro oposto de falar em excesso, fugindo do que foi perguntado ou interrompendo a fala do recrutador. Esse comportamento pode passar uma sensação de despreparo e ansiedade, o que pode fazer com que você perca pontos no processo seletivo.

Seja sempre verdadeiro em seu discurso

Por vezes, um candidato pode se sentir inseguro ao responder que não tem determinada experiência ou conhecimento. Isto pode acontecer pelo medo dele em não se encaixar no perfil da vaga. No entanto, esta é a única maneira de criar um relacionamento transparente com a sua possível nova empresa desde o princípio. Sustentar uma mentira ou omitir uma informação que possa ser relevante ao recrutador pode até levar a um resultado positivo em curto prazo, mas pode manchar a sua imagem quando a verdade for revelada a seus futuros superiores, pares e equipe.

Outra situação a ser evitada é fornecer respostas comumente usadas para perguntas relacionadas a seus pontos fracos. Frases como “sou perfeccionista” ou “me envolvo demais com o meu trabalho” devem ser evitadas. Em geral, elas são utilizadas por passarem uma imagem positiva à empresa, mas pode acabar soando falso. Por isso, procure abordar suas falhas de maneira aberta e consciente, mas o faça indicando que já reconheceu a necessidade de trabalhar essas fragilidades.

Focalize em suas realizações e não apenas nos seus cargos

Aproveite a oportunidade de estar com o recrutador para convencê-lo da sua capacidade de entrega e de sua liderança na condução de atividades e projetos. Mais importante do que falar de seus cargos é apresentar suas competências, mostrando como elas foram determinantes para seus resultados. Alguns exemplos de habilidades valorizadas pelo mercado são a experiência em negociação, o pensamento estratégico e a capacidade de mobilizar pessoas.

Forneça evidências de suas entregas e projetos

Procure tornar tangíveis os resultados de seus projetos e atividades. Ao fornecer alguns números e cifras de suas entregas em posições anteriores, a sua fala ganha mais credibilidade aos olhos de quem está realizando a seleção. No entanto, essas informações devem ser fornecidas apenas como caráter de grandeza ou em termos relativos para não quebrar a confidencialidade dos dados das empresas – a menos que tais dados tenham sido apresentados publicamente. No caso de atividades cujos resultados sejam de natureza qualitativa, enfatize as melhorias no âmbito de satisfação do cliente (interno ou externo) ou grau de inovação de seus projetos.

Enfatize os projetos nos quais você atuou em equipe

Mesmo que você esteja pleiteando um cargo de especialista, com atividades mais autônomas, saber trabalhar em equipe é normalmente um dos pré-requisitos para qualquer emprego. Isso porque as funções dentro de uma organização são interdependentes, ou seja, uma área tem forte interação e relação com as outras equipes.

Dê exemplos de projetos nos quais você contribuiu para o sucesso da equipe. Fale também sobre como soube lidar com os usuais desafios de comunicação. Um profissional que demonstra aptidão ao trabalho em equipe e sensatez para lidar com os diferentes estilos de trabalho pode se destacar em uma seleção de emprego.

Expresse os motivos pelos quais está interessado na vaga

Deixe claro ao recrutador o motivo pelo qual quer concorrer a essa vaga na empresa em questão. Fale como você pode contribuir para a companhia e como sua experiência está relacionada à descrição da posição. Caso existam lacunas no seu perfil para determinados requisitos pedidos pela empresa, exemplifique de quais formas você as superaria – com treinamentos, leituras, networking, por exemplo.

Deixe claro quais são os seus objetivos profissionais a longo prazo

Ao falar de seus planos e projetos de forma estruturada e confiante, o recrutador pode avaliar o candidato como um profissional com ambição. Isso significa que provavelmente ele trabalhará em prol de seus objetivos e, em consequência, pelos da empresa. No entanto, evite uma postura ambiciosa a ponto de se tornar arrogante, o que poderia ocasionar uma avaliação negativa.

Evite situações constrangedoras

Piadas, discursos preconceituosos, expressões chulas, posicionamentos políticos ou religiosos devem ser evitados em uma entrevista de emprego. Tais gafes podem ser mal interpretadas pelo recrutador e arruinar sua candidatura à vaga almejada.

Aproveite o tempo final da entrevista para fazer perguntas relevantes

Utilize este momento dado pelos recrutadores no fim da entrevista para deixar uma boa impressão final. Faça perguntas que demonstrem seu preparo, experiência, raciocínio lógico, mas também o seu interesse em buscar uma empresa alinhada aos seus objetivos profissionais. Pense em temas que não foram abordados ao longo da conversa e que são importantes, tais como o clima organizacional ou as perspectivas de crescimento da empresa a longo prazo.

Lembre-se de que dentro de um processo seletivo você também está selecionando a posição e o local de trabalho mais adequados ao seu perfil e valores. Fique atento à forma como o recrutador fala da empresa, de como o trabalho é realizado no dia a dia e sobre como a atual equipe está organizada.

Relacionados

Ver mais 

Como ser aprovado em uma dinâmica para jovens?

As dinâmicas de grupo costumam tirar o sono dos candidatos, principalmente dos mais jovens, aprenda aqui como aumentar suas chances nos processos de seleção.

Como responder: “Por que você quer trabalhar nesta empresa?”

Por que trabalhar nesta empresa? Pergunta muito comum em entrevistas, aqui orientamos você a saber como respondê-la, aumentando suas chances de sucesso.