Melhor resposta para "Por que saiu do último emprego?"

Por Equipe editorial do Indeed

Publicado em: 22 de abril de 2022

A Equipe Editorial do Indeed é formada por um grupo diverso e talentoso de escritores, pesquisadores e especialistas que usam os dados e as informações do Indeed para oferecer dicas úteis que ajudam a guiar sua carreira.

Qual a melhor resposta para a pergunta "Por que você saiu do último emprego?". Essa é a dúvida de muitos profissionais durante uma entrevista de trabalho. Como responder sem dizer algo que possa acabar prejudicando o andamento do processo de seleção?

Se preparar para esse momento é essencial para se destacar na hora da entrevista. Neste artigo, oferecemos algumas informações que podem ajudar você a responder de maneira adequada sobre o motivo de ter saído do último emprego.

Por que recrutadores fazem essa pergunta?

Quando os recrutadores perguntam por que você deixou seu último emprego, ou perguntam especificamente se o desligamento foi voluntário, querem saber que tipo de profissional você é. Com base na sua experiência anterior, pretendem entender se há ética por trás de suas ações, por exemplo.

Analisando sua resposta, a pessoa responsável pelo recrutamento pode avaliar se você conseguirá cumprir as funções e atender às expectativas do novo cargo, além de se relacionar bem com os novos colegas. Alguma experiência mal resolvida na empresa anterior ou um desligamento relacionado a um desempenho insuficiente pode afastar você da contratação.

Essa pergunta ainda ajuda a entender a respeito de sua lealdade e comprometimento com a empresa, qualidades que podem estar intrinsecamente ligadas às circunstâncias que levaram à demissão. Por exemplo, se você saiu do último emprego de maneira abrupta, sem uma notificação, isso talvez dê a impressão de que você não se importa com os impactos que sua saída causaria à organização. É diferente de ter dado um aviso prévio de pelo menos um mês de antecedência. Esse tipo de atitude demonstra que você tem um planejamento de carreira e que não toma decisões precipitadas, além de se importar com a empresa na qual trabalha.

Quais estratégias usar para dar a melhor resposta?

A melhor estratégia para responder a essa pergunta, seja em caso de demissão ou pedido de desligamento, é não citar situações nas quais houve conflitos com a antiga empresa. Na hora de falar, o discurso deve ser direto. Fale objetivamente, sem se alongar em detalhes. Lembre-se de explicar a situação com honestidade, pois os recrutadores podem perceber quando alguém está mentindo.

É muito importante também já estar com essa resposta engatilhada, para impedir que o nervosismo e a ansiedade prejudiquem você. Ensaie antes e prepare bem a sua resposta. Isso não quer dizer que deva mentir, até porque essas informações podem ser confirmadas pela outra empresa.

Se um dos motivos que incentivou a sua saída da última organização foi a estagnação do cargo, conte isso aos recrutadores. Dizer que você saiu em busca de novos desafios é uma boa resposta, pois demonstra preocupação com sua carreira profissional.

Nos casos em que a decisão tenha ocorrido por parte da empresa, é preciso saber fazer uma avaliação do que foi dito a você no momento do desligamento, buscando entender seus pontos fracos e fortes. Quando estiver de frente com a pessoa que fará a entrevista nessa nova seleção, fale sobre o que você aprendeu com a demissão. Demonstre que você amadureceu, afinal, erros ocorrem o tempo todo no ambiente de trabalho. O importante é que se possa aprender com eles.

Como formular sua resposta

Para formular essa resposta com exatidão e segurança, busque seguir uma linha de pensamento coerente. Listamos abaixo quatro passos que ajudarão a responder por que você saiu do último emprego:

1. Escolha um argumento

Pense num argumento que justifique por que você deixou seu último trabalho, que pode ser uma combinação de motivos pessoais e profissionais. Por exemplo, você pode dizer que saiu porque estava buscando um trabalho que proporcionasse mais segurança financeira ou que trouxessem um melhor equilíbrio entre a carreira e a vida pessoal.

Ao fazer isso, é possível conectar sua resposta com seus interesses na nova vaga. Se disser que está buscando um maior equilíbrio entre vida profissional e pessoal, diga que nesse novo emprego seu deslocamento até o trabalho seria reduzido, por exemplo. O que faria com que você chegasse mais cedo em casa, podendo assim dar mais atenção à sua família.

Caso tenha saído por decisão da empresa, também é necessário ter um argumento. Se a demissão foi resultado de um erro que você cometeu, mencione o aprendizado obtido a partir daquilo. Diga que de alguma forma você buscou melhorar e que agora tem mais experiência. Cite alguma medida que você tomou, por exemplo, uma formação que ajudou você a aprimorar suas práticas.

2. Escolha quais detalhes compartilhar

De forma geral, responda de maneira honesta e direta a razão de ter deixado seu último emprego, mas entenda que nem todas as informações precisam ser compartilhadas. Um dado sem contexto pode provocar um mal-entendido, comprometer você ou até criar uma imagem negativa de seus antigos empregadores. Mesmo que você não trabalhe mais naquela empresa, ainda é importante demonstrar respeito. Aquilo que você compartilhará deve estar ligado apenas ao seu desligamento.

Se você saiu de maneira involuntária, por exemplo, faça questão de enfatizar que os fatos não estavam sob o seu controle, dando nomes de pessoas que poderiam confirmar isso. Esse tipo de situação é comum em casos de corte de pessoal por causa de orçamento ou crise na empresa. Lembre-se de explicar a situação sem expor a antiga contratante.

3. Crie uma perspectiva positiva

Quando for retratar os motivos que fizeram você deixar seu último emprego, crie uma perspectiva de positividade. Não demonstre arrependimento ou mágoa, mas transpareça que você soube aproveitar a situação para trabalhar melhor suas qualidades profissionais, além de desenvolver suas habilidades pessoais. Se os recrutadores perceberem que existe algum sentimento mal resolvido, podem deixar de cogitar você para a seleção, pois isso pode ser um sinal de falta de inteligência emocional.

4. Pratique

Praticar para a entrevista é muito importante. No entanto, tenha cuidado para que o resultado não seja algo superficial e claramente ensaiado. É preciso saber o que esperar desse momento e treinar os argumentos, mas isso não quer dizer decorar respostas prontas. Crie um roteiro do que você pode e não pode falar e simule esse momento na frente do espelho ou grave com o celular.

É fundamental saber como dizer da melhor maneira os motivos que levaram você a deixar seu último emprego. Uma boa dica é pesquisar mais sobre a empresa contratante. Dessa forma, você conhecerá os valores e a cultura da organização e poderá usar isso em sua resposta. Além do mais, essas informações também ajudarão você a responder outras perguntas feitas durante a entrevista.

Relacionado: Como se preparar e o que dizer em uma entrevista de emprego

Artigos relacionados

"Como você trabalha sob pressão?" - Como responder numa entrevista de emprego

Leia mais artigos